Trabalho híbrido: guia completo do sistema híbrido de trabalho

O trabalho híbrido é uma tendência que vem se consolidando. Saiba como o RH deve se preparar para essa realidade!

Flash

O trabalho híbrido tem gerado cada vez mais interesse no mundo corporativo. Afinal, o meio-termo entre o home office e o trabalho presencial se tornou uma forte tendência do contexto pós-pandemia.

Apesar disso, muitos empregadores, gestores e profissionais de RH ainda têm dúvidas e inseguranças sobre o assunto.

Qual a diferença entre trabalho híbrido, online, remoto e home office? Quais as vantagens e desvantagens do modelo híbrido? Como ficam o contrato e os benefícios nesse regime de trabalho? Há uma lei ou regulamentação do trabalho híbrido?

As respostas para essas e muitas outras perguntas você encontra neste guia completo da modalidade híbrida de trabalho. Continue com a gente até o final e descubra como se adaptar e explorar as oportunidades do trabalho híbrido para beneficiar sua empresa e equipe!

O que é trabalho híbrido?

Em poucas palavras, o trabalho híbrido é uma combinação do trabalho presencial com o trabalho remoto. Um modelo em que os colaboradores mesclam períodos trabalhando na sede da empresa e outros exercendo suas atividades profissionais fora dela.

O modelo híbrido de trabalho reúne várias características das demais modalidades (presencial, home office, remoto e anywhere officeonde os funcionários podem trabalhar de qualquer lugar).

Ou seja, os trabalhadores podem cumprir o expediente no escritório oficial da empresa, em suas casas e também em cafeterias, coworkings, hotéis e qualquer outro local possível.

Esse mesmo “mar de possibilidades” pode ser visto na dinâmica e distribuição desses diferentes modelos de trabalho. Ou seja, a determinação de quais dias o trabalho será presencial ou remoto varia de organização para organização e depende do acordo entre profissional e empregador.

Qual a diferença entre trabalho híbrido, home office e teletrabalho?

Apesar das semelhanças, cada um desses conceitos tem suas particularidades:

  • Home office: modalidade em que o trabalhador exerce sua função em casa;

  • Teletrabalho: outro termo para trabalho remoto ou à distância. Aqui, o colaborador realiza suas atividades 100% fora da sede da empresa e através de tecnologias de informação e comunicação. Esse modelo permite, por exemplo, que profissionais não residentes da cidade, do estado ou do país da organização sejam contratados. O home office é uma das possibilidades dentro do teletrabalho;

  • Trabalho híbrido: quando a atuação do colaborador não é nem totalmente remota, nem totalmente presencial. Qualquer modelo que se enquadre nesse amplo espectro é considerado um sistema híbrido de trabalho.

Qual a diferença entre espaço colaborativo e trabalho híbrido?

Um espaço colaborativo é um ambiente de trabalho que diversos profissionais, não necessariamente integrantes de uma mesma empresa ou ramo, utilizam para cumprir suas atividades profissionais.

Já um local de trabalho híbrido é, basicamente, o escritório da empresa que adota um sistema híbrido de trabalho. Neste cenário, nem todos os colaboradores da empresa estarão trabalhando presencialmente na sede da organização durante o expediente, mas apenas os empregados poderão acessá-la.

Ou seja, ambos consistem em dinâmicas de compartilhamento de ambiente de trabalho. Porém, no trabalho híbrido, esse local é exclusivo e, no espaço colaborativo, aberto!

O que é uma organização híbrida?

Uma organização híbrida é uma empresa que opera a partir de um regime flexível. Isso possibilita que seus colaboradores realizem suas funções de forma remota em uma parte da jornada de trabalho.

Além disso, companhias que adotam esse modelo o fazem para manter o bem-estar e a motivação dos funcionários, sem perder o comprometimento presencial, o convívio e a troca de experiências.

Na base desse regime de trabalho, está a tecnologia, responsável por viabilizar as interações híbridas e/ou remotas.

Como surgiu o trabalho híbrido?

Ainda que tenha sido influenciado pela pandemia da Covid-19, o conceito e a prática do sistema híbrido de trabalho já existiam antes disso.

A baixa oferta de densa literatura sobre o tema impossibilita traçar uma linha do tempo exata. Entretanto, as primeiras experiências com trabalho remoto datam do início dos anos 2000 (período em que as conexões de internet começam a ganhar velocidade e se tornar mais estáveis).

Desde então, principalmente dentro do segmento tech, as jornadas de trabalho flexíveis e a possibilidade de trabalhar em casa passaram a ser oferecidas aos trabalhadores.

Todavia, foi no cenário pós-pandêmico e de retomada gradual das atividades presenciais que as empresas e os gestores de RHs enxergaram no trabalho remoto uma alternativa viável.

Qual a importância do trabalho híbrido no pós-pandemia?

A pandemia, sem dúvidas, acelerou a implementação do home office e do trabalho remoto em diversas empresas. Contudo, essa migração foi mais uma medida de segurança e saúde pública do que uma decisão estratégica e alinhada aos valores das companhias.

Por isso, muitas organizações decidiram retornar ao presencial conforme o processo de reabertura foi caminhando.

O cenário de incerteza e insegurança vivido por todos entre os anos de 2020 e 2022 fez muitas pessoas repensarem suas prioridades. Segundo um levantamento da Microsoft, a maioria dos trabalhadores está prezando por sua saúde e seu bem-estar em vez do trabalho.

Cerca de 52% dos colaboradores que participaram desse estudo preferem a flexibilidade do trabalho híbrido ou remoto. Ou seja, uma ocupação que permita ter qualidade de vida, tempo em família e metas pessoais deixou de ser tendência para se tornar exigência dos profissionais.

Diante desses números, o trabalho híbrido tem um papel importantíssimo, pois permite que as empresas atendam essa expectativa dos colaboradores.

Tais modelos de trabalho oferecem autonomia e flexibilidade aos trabalhadores. Eles são amostras do futuro do trabalho e da mudança de paradigma que deve se estabelecer nos próximos anos no meio empresarial.

Como funciona o trabalho híbrido, na prática?

O trabalho híbrido, na prática, funciona de forma tão ampla quanto sugere a sua definição. Algumas empresas, por exemplo, são mais abertas e permitem que o colaborador tenha total liberdade para decidir quando, como e onde realizará seu trabalho.

Outras, com uma cultura mais conservadora, podem determinar escalas, turnos ou dias fixos em que o trabalho pode ser feito remotamente. E, também, ocasiões em que o trabalhador precise comparecer ao escritório para cumprir tarefas específicas, como uma reunião.

A verdade é que não existe apenas uma forma de aderir e viver o trabalho híbrido, certo ou errado, mas, sim, o que faz mais sentido para cada empresa e seu time, em um acordo que contemple e beneficie as duas partes. Pelo menos enquanto não temos uma legislação que padronize as regras dessa modalidade.

Como firmar um contrato de trabalho híbrido?

O contrato de trabalho híbrido pode ser um tanto contraditório, devido à falta de base legal e jurídica para sua elaboração. Desse modo, empresas adotam abordagens diferentes frente a esse tipo de demanda.

Um aditivo contratual que contemple essa mudança e os novos termos e acordos derivados dela é uma alternativa. Ela funciona, principalmente, para colaboradores admitidos sob um contrato de trabalho presencial que passarão a atuar na modalidade híbrida.

No caso de novas admissões dentro do sistema híbrido de trabalho, a orientação é seguir as diretrizes ligadas ao teletrabalho, recentemente contempladas na CLT.

O que diz a lei sobre trabalho híbrido?

Atualmente, não existem leis ou artigos que tratem especificamente sobre o sistema híbrido de trabalho. Portanto, as conexões possíveis são apenas interpretações das atualizações mais recentes da CLT, trazidas pelas Leis 13.465/2017 e 14.442/2022.

No Artigo 75-B da Consolidação das Leis do Trabalho, temos a definição legal de teletrabalho:

  • “Considera-se teletrabalho ou trabalho remoto a prestação de serviços fora das dependências do empregador, de maneira preponderante ou não, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação, que, por sua natureza, não configure trabalho externo.”

Já em seu primeiro inciso, a lei considera como trabalho remoto uma modalidade em que o empregado comparece de modo habitual à empresa:

  • § 1º“O comparecimento, ainda que de modo habitual, às dependências do empregador para a realização de atividades específicas que exijam a presença do empregado no estabelecimento não descaracteriza o regime de teletrabalho ou trabalho remoto.”

Isso significa que as mesmas condições legais aplicáveis ao teletrabalho se estendem ao trabalho híbrido. Dentre as principais previsões, descritas no Capítulo II-A da CLT, temos que:

  • O trabalho híbrido ou remoto poderá ser prestado por jornada, produção ou tarefa;
  • Caso prestado por jornada, permanece a regra geral de duração máxima de 8 horas diárias prevista no Art. 58 da CLT;
  • A modalidade é permitida para estagiários e aprendizes;
  • Os horários e meios de comunicação devem ser definidos em acordos individuais entre empregado e empregador;
  • As disposições legais locais e das convenções e acordos coletivos de trabalho devem ser respeitadas pelos empregadores;
  • Repousos legais devem ser assegurados aos trabalhadores.

No entanto, ainda existem brechas na legislação que podem deixar empresas e profissionais confusos. Por isso, é importante estabelecer um contrato formal e uma política interna, registrando os termos e condições do trabalho híbrido.

Trabalho híbrido: quais as vantagens e os desafios?

O sistema híbrido de trabalho possui diversos prós e contras, tanto na perspectiva dos trabalhadores quanto das empresas. Confira, abaixo, os principais:

Vantagens do trabalho híbrido

Para os colaboradores, o regime de trabalho híbrido traz vantagens como:

  • A comodidade de não precisar se deslocar até a empresa diariamente;
  • Flexibilidade na rotina laboral e liberdade para realizar suas atividades pessoais;
  • Maior satisfação e produtividade para cumprir sua função;
  • Diminuição de custos com alimentação, vestuário e transporte;
  • Redução do estresse e aumento da qualidade de vida.

Já para as empresas que aderem a esse regime, os benefícios são:

  • Aumento da satisfação dos colaboradores;
  • Maior engajamento e produtividade dos times;
  • Redução de custos com infraestrutura;
  • Alinhamento com as tendências do mercado;
  • Diferencial capaz de atrair e reter talentos;
  • Desenvolvimento de uma cultura mais diversa e inclusiva.

Desafios do trabalho híbrido

As organizações, os gestores, o RH e os profissionais enfrentam vários desafios em seu dia a dia, incluindo:

  • Liderar à distância e manter o engajamento da equipe;
  • Acompanhar os colaboradores e desenvolver competências;
  • Manter a segurança dos dados e acessos digitalmente;
  • Impedir falhas de comunicação e gaps no fluxo de trabalho;
  • Garantir que os trabalhadores tenham os recursos necessários para exercer sua função de forma remota;
  • Cultivar e fortalecer a cultura organizacional.

Como os RHs devem se preparar para o sistema híbrido de trabalho?

O modelo de trabalho híbrido se mostra como uma alternativa interessante para conciliar diversas demandas, derivadas tanto de uma cultura geracional ou social quanto de preferências individuais. Afinal, ele une o melhor de vários mundos para muita gente!

Por esse motivo, as empresas e, principalmente, os RHs precisam estudar as possibilidades e os detalhes técnicos desse modelo. Assim, serão capazes de explorá-lo de forma estratégica, acompanhando as tendências do mercado e obtendo benefícios para os negócios e as pessoas.

Nesse sentido, é fundamental:

  • Se atentar às movimentações legais e ao comportamento dos profissionais;
  • Coletar e analisar dados internos e externos para se antecipar diante da concorrência e não ter problemas em atrair e reter talentos;
  • Adaptar as práticas de gestão de pessoas para se alinharem a essa nova modalidade de trabalho.

Como os benefícios funcionam no sistema híbrido de trabalho?

Em tese, o modelo de trabalho híbrido envolve um vínculo empregatício e, neste caso, os benefícios trabalhistas previstos na CLT devem ser oferecidos aos colaboradores normalmente.

Contudo, o RH deve providenciar as devidas personalizações, considerando as particularidades do regime híbrido na organização em que atuam. A depender da proporção de dias presenciais e remotos, o valor dos benefícios pode sofrer alterações.

Além disso, cabe às empresas definirem o que irão manter ou incluir em seus programas de benefícios. Isso levando em consideração as demandas dos trabalhadores ao atuarem nessa modalidade e sua estratégia de atração e retenção de talentos.

O ideal é sempre pensar na experiência do colaborador, aliada à flexibilidade dos benefícios. Um funcionário que vai todos os dias ao escritório pode precisar de um vale-refeição mais alto. Enquanto outro, que vai só algumas vezes, pode querer alocar esse valor em seu auxílio-home office, por exemplo.

Ferramentas essenciais para o trabalho híbrido

Dadas todas as peculiaridades envolvidas em trabalhar longe do escritório ou da sede da empresa, boas ferramentas digitais são indispensáveis para que tudo funcione. Confira algumas ótimas opções:

  • Software de recrutamento e seleção: tudo começa com um bom software de gerenciamento do processo seletivo. Flexibilidade é um dos principais diferenciais aqui. Automatização de feedbacks a candidatos, e-mails com testes comportamentais e notificações a gestores também são pontos a serem avaliados na hora de escolher o melhor;

  • Software de gestão de RH: ferramentas que juntam todas as soluções que o RH precisa em um único lugar. Admissão online, treinamentos, desenvolvimento, People Analytics, tudo isso para facilitar a vida do RH;

  • Controle de ponto digital: gerenciar férias, bancos de horas, escalas de trabalho e compensação de horas extras é bem mais difícil durante o trabalho híbrido. Tenha tudo isso na palma da mão com uma ferramenta de controle de ponto digital;

  • Sistema de comunicação online: um meio de comunicação rápido, prático e completo faz total diferença quando você precisa falar com quem está a quilômetros de distância. Recomenda-se o uso de uma plataforma completa, que permita a criação de fluxos para troca de mensagens privadas ou em grupo;

  • Software de gestão de tarefas: ideal para planejamento e gerenciamento de demandas e projetos. Possibilita a automatização de fluxos de trabalho e a criação de cronogramas, tudo de forma bastante intuitiva;

  • Plataforma de benefícios flexíveis: acompanhe a gestão de benefícios da empresa de modo prático. Em um só cartão, o RH pode gerenciar todos os benefícios oferecidos pela empresa aos funcionários. Com Flash Benefícios, por exemplo, é possível oferecer a melhor experiência para o colaborador e com total respaldo jurídico.

Como desenvolver as competências dos colaboradores no trabalho híbrido?

O desenvolvimento de competências no trabalho híbrido é uma área que precisa ser adaptada. Como toda a dinâmica do trabalho e das relações se altera, os processos também devem acompanhar essa mudança.

Para isso, o RH deve contar com uma ferramenta de gestão moderna, que ajude na consolidação de um acompanhamento remoto e personalizado. Além disso, também é preciso repensar as métricas de performance e as estratégias de treinamento.

O trabalho híbrido também demanda que habilidades específicas, como gestão de tempo, sejam desenvolvidas e cultivadas nas equipes. Uma trilha de treinamentos pensada exclusivamente para essa realidade híbrida vai garantir o bom desempenho dos trabalhadores neste novo regime laboral.

Tipos de treinamentos para colaboradores em trabalho híbrido

As possibilidades de treinamentos para colaboradores em trabalho híbrido são amplas, podendo também ser baseadas no hibridismo e combinar capacitações remotas e presenciais.

Quanto aos tipos de treinamentos mais indicados para esse público, vale a pena considerar investir em:

Microlearning

Microlearning funciona como “pílulas de conhecimento", em que os colaboradores conseguem aprender em módulos, com conteúdos específicos e práticos de até 10 minutos.

Ideal para uma descompressão durante o expediente, também serve para que os trabalhadores estejam sempre aprendendo e se aprimorando. Isso sem prejudicar sua rotina de trabalho ou comprometer seu tempo de descanso para isso.

Aprendizagem social

Criar oportunidades para que os colaboradores se encontrem pessoalmente e se conectem é essencial para a manutenção da cultura organizacional e da integração dos times. Por isso, treinamentos e outras ocasiões que incentivem a aprendizagem social são mais do que bem-vindos no sistema híbrido de trabalho.

Treinamentos lúdicos e imersivos

A tecnologia pode ser utilizada para expandir a experiência dos treinamentos de uma organização híbrida. Gamificação, realidade aumentada ou, simplesmente, metodologias lúdicas de ensino atendem muito bem os trabalhadores.

Esses tipos de treinamentos ajudam a criar uma rotina de trabalho mais leve e a potencializar o engajamento e a assimilação dos conteúdos.

Dentre os formatos que podem ser explorados a partir desses tipos, destacam-se: workshops, webinars, cursos ao vivo e online, demonstrações, audiocasts, palestras e eventos.

Com o módulo de treinamentos de Flash People, você consegue construir e gerenciar programas completos de treinamentos. Através da plataforma, é possível fazer o upload de fotos, vídeos e PDFs de forma prática, que podem ser distribuídos para todos os colaboradores ou apenas para colaboradores específicos.

Conheça Flash People, a solução para gestão inteligente de pessoas!

Implementar um sistema híbrido de trabalho reserva vários desafios e exige um esforço significativo dos profissionais de RH. Mas não precisa ser assim, sabia?

Com Flash People, é possível estabelecer uma gestão de pessoas moderna e alinhada com o trabalho híbrido. Nossa plataforma contempla todos os processos do RH em um só lugar e automatiza demandas de admissão, gestão de performance e desenvolvimento, treinamento e engajamento dos colaboradores.

Além disso, você terá à disposição recursos de People Analytics para tornar os dados a fonte das suas decisões e estratégias.


Leia mais conteúdos no blog:

+ Conheça as 6 maiores descobertas da ciência sobre trabalho híbrido

+ Soluções digitais para o trabalho híbrido

+ Atração e retenção de talentos: como a empresa pode se destacar?

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️