Deixe seu trabalho mais simples com a Flash

Fale com um especialista

O que são demonstrações financeiras e como analisá-las na empresa?

Descubra o que são demonstrações financeiras e como analisá-las corretamente. Entenda porque são importantes para a empresa e como diferenciá-las.

Flash

As demonstrações financeiras são indispensáveis no mundo dos negócios. Esses documentos, muitas vezes complexos, trazem informações essenciais para tornar as tomadas de decisão mais estratégicas. Portanto, conhecer e saber como fazer demonstrações financeiras ajuda a obter informações valiosas para a companhia.

Neste artigo, você aprenderá o que e quais são as principais demonstrações financeiras, além da sua importância para os relatórios contábeis. Ao final, esperamos que você esteja mais preparado para realizar uma análise robusta e para interpretar os dados financeiros da sua empresa com precisão.

Acompanhe a leitura.

O que são demonstrações financeiras?

As demonstrações financeiras são relatórios contábeis que apresentam a posição financeira e o desempenho econômico de uma empresa em um determinado período. O objetivo é fornecer informações relevantes para a análise das finanças empresariais. Isso auxilia na tomada de decisões por parte da gestão financeira e dos demais interessados.

A importância das demonstrações financeiras reside na visão abrangente dos processos financeiros de uma organização. Esses documentos são ferramentas cruciais para avaliar a solidez e a saúde de uma empresa.

A análise das demonstrações financeiras é um processo essencial para interpretar os resultados. Envolve a avaliação de indicadores como liquidez, rentabilidade e eficiência operacional. O processo é fundamental para tomadas de decisão estratégicas, incluindo a busca por linhas de crédito ou financiamento empresarial.

Em síntese, as demonstrações financeiras são ferramentas fundamentais para gerar valor e fornecer insights para a auditoria financeira. Para gerar lucro, as empresas devem garantir transparência e conformidade nas notas explicativas com as práticas contábeis.

Quais são as principais demonstrações financeiras de uma empresa?

Existem diversos tipos de demonstrações financeiras. Neste artigo, vamos destacar as seguintes:

  • balanço patrimonial;
  • demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados (DLPA); e
  • fluxo de caixa da empresa (DFC).

O balanço patrimonial apresenta a posição financeira de uma empresa em um determinado momento. Ele evidencia os ativos (bens e direitos), os passivos (obrigações) e o patrimônio líquido, fornecendo uma visão instantânea da saúde da organização. O balanço patrimonial oferece uma visão clara das obrigações e recursos financeiros disponíveis, avaliando a estabilidade contábil da empresa.

A demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados refere-se às alterações ocorridas no patrimônio líquido da empresa ao longo de um período contábil. Ou seja, é o resumo dos lucros e prejuízos acumulados de exercícios anteriores, mostrando como o resultado líquido do exercício impacta o patrimônio.

Já o fluxo de caixa é o registro das entradas e saídas de dinheiro da empresa. Ele categoriza as operações, investimentos e financiamentos, esclarecendo a liquidez e a capacidade da empresa em gerar caixa e cumprir suas obrigações a curto e longo prazo.

Outras duas demonstrações financeiras fundamentais são:

  • demonstração do resultado do exercício (DRE);
  • demonstração do valor adicionado (DVA).

A demonstração do resultado do exercício resume as receitas, custos, despesas administrativas e corporativas, lucros e prejuízos durante um período específico, geralmente um ano fiscal. Ela destaca a lucratividade da empresa conforme o desempenho operacional e financeiro. A DRE é essencial para gestores, investidores e analistas, pois fornece insights sobre a eficiência operacional e a rentabilidade da organização.

Já a demonstração do valor adicionado é um documento contábil que evidencia como a riqueza da empresa é distribuída entre os agentes econômicos. Ela destaca o valor adicionado pelo negócio ao longo de suas atividades, considerando tanto os recursos próprios como os de terceiros. A DVA é crucial para a transparência e responsabilidade social das companhias, mostrando seu impacto na sociedade.

Qual a diferença entre demonstrações contábeis e financeiras?

As demonstrações contábeis referem-se aos registros financeiros formais de uma empresa. Por exemplo, o balanço patrimonial e a demonstração do resultado do exercício, que atendem principalmente a requisitos legais e fiscais.

Por outro lado, as demonstrações financeiras englobam análises e relatórios que visam fornecer insights para a gestão econômica da companhia. Estes são instrumentos cruciais para determinar as estratégias financeiras.

Portanto, enquanto as demonstrações contábeis cumprem obrigações legais, as demonstrações financeiras têm um foco mais gerencial.

Como analisar demonstrações financeiras da empresa?

Analisar demonstrações financeiras é uma prática essencial para entender a saúde e o desempenho econômico de uma empresa.

Por essa razão, listamos 15 passos para conduzir uma análise eficiente.

1. Compreensão das demonstrações financeiras

Familiarize-se com as principais demonstrações financeiras, incluindo o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício (DRE) e o fluxo de caixa.

2. Contextualização do ambiente de negócios

Entenda o ambiente macroeconômico e setorial no qual a empresa opera. Mudanças nesses contextos podem afetar significativamente os resultados financeiros.

3. Identificação de tendências e variações

Compare os dados ao longo de vários períodos para identificar tendências. Analise as variações percentuais para compreender a evolução dos números.

4. Análise horizontal e vertical

Realize análises horizontais (comparação ano a ano) e verticais (percentual em relação ao total) para avaliar a representatividade de cada item nas demonstrações.

5. Cálculo de índices financeiros

Calcule índices financeiros, como liquidez, rentabilidade, endividamento e eficiência. Esses indicadores oferecem insights valiosos sobre a saúde financeira da empresa.

6. Comparação com o setor

Compare os resultados da empresa com padrões da indústria (benchmark) e com empresas do mesmo setor para avaliar o desempenho relativo.

7. Análise de liquidez

Avalie a capacidade da empresa em cumprir suas obrigações de curto prazo por meio de índices de liquidez, como a liquidez corrente.

8. Análise de rentabilidade

Utilize índices de rentabilidade, como ROE (Return on Equity) e ROA (Return on Assets), para avaliar a eficiência da empresa em gerar lucro com seus recursos. Veja como essas fórmulas funcionam:

  • ROE = Lucro Líquido / Patrimônio Líquido
  • ROA = Lucro Líquido / Ativos Totais

O patrimônio líquido representa o valor contábil residual da empresa, enquanto o lucro líquido reflete o resultado financeiro ao longo de um período específico.

9. Análise de endividamento

Examine o grau de endividamento da empresa utilizando indicadores como a proporção entre dívida e capital próprio, e a relação entre dívida e ativos.

10. Análise do fluxo de caixa

Analise o fluxo de caixa para compreender as fontes e usos do capital empresarial. Isso é crucial para avaliar a capacidade da empresa em gerar fluxo de caixa operacional e financiar suas atividades.

11. Avaliação do ciclo de vida do produto ou serviço

Considere o estágio do ciclo de vida do produto ou serviço oferecido pela empresa. Em diferentes fases, as estratégias financeiras podem variar.

12. Análise de sensibilidade

Realize análises de sensibilidade para entender como mudanças em variáveis-chave podem impactar os resultados financeiros. Isso ajuda na preparação para diferentes cenários.

13. Revisão das políticas contábeis

Analise as políticas contábeis adotadas pela empresa para compreender as escolhas contábeis que podem influenciar o orçamento empresarial.

14. Monitoramento contínuo

Estabeleça um processo de monitoramento contínuo para acompanhar tendências, atualizações nas demonstrações e ajustar estratégias conforme necessário.

15. Utilização de ferramentas

A era digital trouxe um arsenal de ferramentas que podem revolucionar a análise de demonstrações financeiras. Ao incorporar softwares avançados, IA e big data, os analistas podem aprimorar a eficiência e a precisão da análise financeira.

Estas ferramentas possibilitam a rápida interpretação de grandes volumes de dados, identificação de padrões e a projeção de cenários com maior confiabilidade. Ao integrar tecnologia à análise tradicional, as empresas podem obter insights mais profundos e tomar decisões estratégicas mais oportunas.

Lembre-se de que o estudo de demonstrações financeiras é dinâmico. Isso significa que a estratégia deve se adaptar às circunstâncias da empresa e do ambiente em que ela opera. É fundamental utilizar diferentes perspectivas e métricas financeiras para uma avaliação inclusiva.

Saiba mais sobre a Flash

Nossa plataforma pode te ajudar a reduzir custos, mitigar erros humanos e evitar fraudes no registro de despesas corporativas. Veja como é fácil administrar reembolsos e viagens a trabalho em um único sistema integrado ao nosso cartão corporativo.

Com a Flash, é possível registrar e monitorar despesas corporativas em tempo real. Descubra essas, entre outras funcionalidades, agora mesmo.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️