Expert mostra os 5 passos essenciais da gestão da mudança

Entenda a ideia de gestão da mudança, quais os 5 passos para implementá-la, os benefícios para as empresas e o papel do RH nesse processo.

Flash

Na medida em que o mundo corporativo se transforma, pensar de maneira estratégica a maneira de implementar novas práticas e regras dentro de uma empresa se torna essencial. Assim, o conceito de gestão da mudança ganha cada vez mais espaço não só quando as companhias estão diante de questões pontuais, mas também a longo prazo e de maneira permanente.

"A gestão da mudança é uma disciplina crítica e complexa para garantir o sucesso das transformações nas empresas. É importante compreender que as mudanças não são apenas sobre implementar novas soluções ou tecnologias, mas também sobre lidar com a resistência natural do ser humano à mudança e garantir sua aceitação e adesão. Um processo de gestão da mudança eficaz deve ser integral, envolver todos os stakeholders relevantes e considerar todos os aspectos da organização, incluindo cultura, processos, tecnologia, estrutura e pessoas", defende Marcelo de Elias, professor e palestrante especialista em mudanças.

Some-se a isso o fenômeno que ficou conhecido como fadiga de mudança e que está relacionada à redução da capacidade de adaptação dos profissionais a pequenas mudanças do dia a dia, como resultado das grandes mudanças que foram impostas com a pandemia de covid-19.

Na avaliação de Elias, a mudança no comportamento dos funcionários é um dos aspectos mais desafiadores nos processos. "Para apoiar os colaboradores, é fundamental que os líderes da empresa modelem o comportamento desejado e ajudem a criar uma cultura de mudança positiva, valorizando a inovação e a adaptabilidade."

Ex-executivo de RH e mestre em inovação, Elias também está à frente da Universidade da Mudança, portal de conteúdo com cursos e outros materiais gratuitos sobre liderança, carreira e gestão. Nesta entrevista ao blog da Flash, ele explica por que a ideia de gestão da mudança está conectada ao futuro do trabalho, dá 5 passos para sua implementação e revela os benefícios para as empresas a longo prazo e qual o papel do RH nesse processo.

Confira abaixo:

O que é gestão da mudança e por que ela é importante no ambiente corporativo?

É o processo de planejar, implementar e monitorar mudanças significativas no ambiente corporativo, ou seja, são ações deliberadas e estratégicas. Ela é importante porque ajuda a garantir que as mudanças sejam efetivas e alcancem seus objetivos, minimizando impactos negativos no negócio e garantindo a satisfação das partes interessadas. Além disso, a gestão da mudança permite que as organizações se adaptem de maneira eficaz a mudanças no mercado e no ambiente interno, permitindo a evolução contínua e a maximização do desempenho.

Onde a gestão da mudança deve ser aplicada? Em situações específicas ou deve ser incorporada ao dia a dia de qualquer empresa preocupada em inovar?

A gestão de mudança é fundamental para a saúde e o sucesso a longo prazo das organizações e pode ser útil em uma grande variedade de situações, não apenas em situações específicas. Cabe em qualquer situação que envolva uma mudança significativa. Um exemplo de aplicação em um contexto específico é quando a empresa implementa um novo sistema de gestão. Nesse caso, é necessário estruturar um projeto que facilite essa adaptação. Também é essencial nos contextos atuais, quando as empresas precisam ser inovadoras e altamente mutáveis. Para isso, é preciso criar uma cultura que proporciona abertura às mudanças como prática de rotina, garantindo que as empresas estejam atualizadas.

Qual o papel do RH neste processo?

O papel do RH é fundamental, pois a área é responsável por garantir que os colaboradores estejam preparados para a mudança, que a comunicação seja clara e eficaz e que haja suporte para lidar com possíveis resistências. Além disso, o RH também deve avaliar o impacto da mudança nos colaboradores e na cultura organizacional.

Quando pensamos no RH do futuro ou em tendências de RH, um tema que surge é o People Analytics. Como essa ideia de gestão baseada em dados se conecta com a gestão de mudança?

A gestão de pessoas baseada em dados (People Analytics) e a gestão da mudança estão fortemente interligadas. A gestão baseada em dados permite aos líderes de RH e gestores de mudanças obterem a compreensão mais profunda dos impactos das transformações na força de trabalho, o que ajuda a tomar decisões mais eficazes sobre como implementar as ações de adaptação e mudanças que gerem inovações. Além disso, as informações coletadas por meio de People Analytics podem ser usadas para monitorar e avaliar a efetividade das mudanças e ajustar a estratégia conforme necessário.

Um exemplo de empresa que usa People Analytics como apoio na gestão da mudança é a Google, que usa dados para avaliar o impacto das mudanças nas equipes e na cultura organizacional, o que ajuda a garantir que elas sejam implementadas de maneira efetiva e sustentável. Além disso, a empresa utiliza os dados para monitorar a satisfação dos colaboradores e identificar pontos de tensão que precisam ser abordados durante a transição para uma nova estrutura ou prática.

Baixe agora nosso e-book: “People Analytics: um guia prático para o RH”

Fala-se muito também em gestão humanizada. Como se aplica esta ideia na gestão de mudança?

A gestão humanizada se conecta diretamente com o lado humano da gestão da mudança, pois enfatiza a importância de levar em consideração necessidades, desejos e preocupações dos funcionários ao implementar ações adaptativas. Em vez de ver os colaboradores como meros recursos, a gestão humanizada reconhece que eles são indivíduos com vidas e carreiras próprias e que a implementação bem-sucedida da mudança depende de uma abordagem que priorize sua satisfação e bem-estar. Isso inclui garantir que eles tenham voz e sejam envolvidos no processo de mudança, além de proporcionar apoio e recursos para ajudá-los a lidar com o impacto emocional que normalmente ocorre.

A Patagonia, empresa americana de roupas e equipamentos para atividades ao ar livre, é conhecida por seu compromisso com a sustentabilidade, a preservação ambiental e a abordagem humanizada na gestão. Quando a empresa precisou implementar mudanças, em vez de simplesmente impor regras, envolveu os funcionários no processo, ouviu suas preocupações e buscou soluções criativas. A mudança foi implementada de maneira suave, e a equipe ficou mais unida e comprometida, os funcionários sentiram que foram ouvidos e valorizados.

Você tem falado sobre inner skills. O que são as inner skills e qual sua relação com a gestão da mudança?

O tema das inner skills, ou habilidades internas, é bastante recente e diz respeito às habilidades intrapessoais, que se referem a autoconhecimento, autogestão e desenvolvimento de mentalidades. São importantes para a adaptação e o sucesso em momentos de mudança. Essas habilidades incluem autoconsciência, atenção plena automotivação e autoliderança. Elas se relacionam com a gestão da mudança, pois são fundamentais para a capacidade de uma pessoa de lidar com incerteza, pressão, volatilidade e complexidade do ambiente empresarial.

Como você enxerga a importância da gestão de mudança, considerando o cenário em que nos encontramos com relação aos novos formatos de trabalho? Além de grandes movimentos, como o quiet quitting.

Esses temas foram fortemente impulsionados durante e após a pandemia, justamente porque esse novo cenário apresenta muitas oportunidades e necessidades de adaptações e transformações. A gestão da mudança é extremamente importante no contexto atual, especialmente considerando as mudanças drásticas e aceleradas do novo cenário. O trabalho híbrido ou remoto é um grande exemplo de necessidade de adaptabilidade e inovação. É fundamental que as empresas estejam sempre preparadas para lidar com mudanças como essas, antevejam oportunidades, testem novos caminhos e se adaptem rapidamente a novos modelos de negócio e processos.

Com as mudanças do mundo moderno, novos assuntos se tornaram mais frequentes, como a atenção à saúde mental, o great resignation e o quiet quitting, entre outros. Os estudos recentes indicam que o trabalhador está se tornando cada vez mais exigente em relação ao equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Nesse contexto, a gestão da mudança se torna ainda mais relevante, pois ajuda as empresas a se adaptarem a isso e a tornarem o ambiente de trabalho mais atrativo e saudável para seus colaboradores. Além disso, a gestão da mudança permite que as empresas identifiquem e implementem soluções inovadoras para manter e atrair talentos, aumentar a satisfação do colaborador e a produtividade.

Qual o passo a passo que uma empresa deve seguir para aplicar a gestão da mudança?

A aplicação da gestão da mudança geralmente segue uma metodologia de etapas que inclui:

  1. Compreender a necessidade de mudança e os impactos dela na organização através de um diagnóstico;
  2. Planejar e definir os objetivos da mudança, estratégias e recursos necessários;
  3. Preparar os colaboradores e a organização para a mudança, especialmente as lideranças, por meio de comunicação clara, conscientização e treinamentos;
  4. Colocar em prática as mudanças, acompanhar o processo e ajustar o plano, se necessário;
  5. Avaliar o impacto da mudança e fazer os ajustes necessários para garantir o sucesso a longo prazo.

Que resultados uma empresa consegue observar com um processo de gestão de mudança bem-sucedido?

Primeiro, é importante destacar que a gestão de mudanças é um processo que busca facilitar e acelerar a implementação de alterações em uma organização, sejam elas de natureza estratégica, tática ou operacional. Ao conduzir o processo de forma adequada, a empresa consegue observar resultados importantes, como aumento da eficiência, da efetividade e da satisfação dos colaboradores, aprimoramento dos processos internos e melhoria da cultura organizacional. Além disso, a gestão de mudanças permite que a empresa esteja mais preparada para inovar, lidar com situações de incerteza e para se adaptar a mudanças no mercado, nas leis e nos regulamentos, na tecnologia e em outros aspectos. Um bom processo de gestão de mudanças ajuda a empresa a alcançar seus objetivos de maneira mais rápida e eficiente, aumentando sua competitividade e desempenho a longo prazo.

Leia também:

+ Flash evolui para se tornar um ecossistema completo de soluções para o RH

+ Confira 15 cursos de RH para se preparar para o futuro do trabalho

+ Saldo exclusivo: veja como esta ferramenta traz mais segurança à política de benefícios da sua empresa

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️