5 coisas que todo RH precisa saber sobre a jornada de 4 dias

Conheça 5 curiosidades sobre a jornada de trabalho de 4 dias e as vantagens de testar essa nova modalidade na sua empresa

Flash

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

Apesar de a jornada de 4 dias na semana (sem desconto salarial) ainda soar distante, o formato vem ganhando cada vez mais destaque, com projetos pilotos e resultados positivos ao redor do mundo.

Um estudo da The 4-Day Week Global, organização sem fins lucrativos que reúne pesquisadores das universidades de Cambridge, Oxford e Boston College e faz testes do novo modelo em companhias de diferentes países, mostrou que a produtividade melhorou em quase metade das empresas participantes, assim como a satisfação entre os colaboradores: 78% dos empregados que trabalham quatro vezes na semana dizem estar mais felizes e menos estressados.

Além de preparar um dossiê completo com todas as informações sobre esse novo modelo de atuação, nós listamos abaixo cinco coisas que todo RH precisa saber sobre a tendência que promete ser o futuro do trabalho. Veja abaixo!

1. Empresas que implementaram ausentaram a receita

Recentemente, a The 4-Day Week Global divulgou um estudo na Bloomberg mostrando que houve um aumento médio de 8% na receita de empresas que estão fazendo o piloto de jornada de quatro dias na semana.

Após 6 meses de implementação, foi possível mapear os resultados. Além do crescimento na receita, houve um aumento de 49% nas candidaturas a vagas, melhoria na produtividade e redução de ausências injustificadas.

Nas empresas que adotaram esse modelo, há uma tendência de se trabalhar de segunda a quinta-feira, com o último dia da semana livre. Nessa modalidade, a prática da hora extra para compensar o dia de folga adicional, geralmente, não ocorre — de 40 horas, as pessoas passam a atuar 32 horas semanais.

2. Propósito do modelo é melhorar a produtividade das pessoas

Mas, afinal, qual é o real propósito da diminuição de jornada?

O mercado de trabalho passa por profundas transformações, principalmente no pós-pandemia. Hoje, o trabalho presencial de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h, já não faz mais sentido para parte das pessoas.

Baixe nosso material gratuitamente: 21 dados que todo RH deveria saber sobre o trabalho de 4 dias na semana

A diminuição da carga horária surge na tentativa de entender se, ao liberar tempo dos funcionários, eles irão produzir mais e melhor.

O teste vem mostrando que, na jornada de 4 dias, os colaboradores ganham mais qualidade de vida, há melhora na saúde mental, redução de burnout, atuação mais flexível e aumento nos níveis de engajamento das equipes.

O estudo revela também, que estamos atrasados em um século quanto a atualização de dias trabalhados.

“Cem anos atrás, passamos de semanas de trabalho de seis dias para cinco, e estamos atrasados ​​para uma atualização. A semana de 4 dias é uma redução na semana de trabalho de 40 horas padrão de 32 horas para o mesmo salário e benefícios.”

3. Mais de 7 países adotaram parcialmente o novo modelo

Nova Zelândia, Islândia, Japão, Reino Unido, Escócia, Bélgica, Brasil e Emirados Árabes Unidos são alguns dos países que já adotaram a semana de 4 dias de trabalho. No Brasil, a novidade caminha gradualmente, com maior adesão no setor de tecnologia. Veja algumas empresas nacionais que participam do projeto piloto:

  • Winnin
  • Crawly
  • AAA Inovação
  • NovaHaus
  • Gerencianet

4. Benefícios da jornada de trabalho reduzida

Segundo dados do paper “Guidelines for an Outcome-Based Trial – Raising Productivity and Engagement” ("Diretrizes para uma Avaliação Baseada em Resultados — Aumentando a Produtividade e o Engajamento", em tradução do inglês), a motivação dos colaboradores aumentou em 84% no trabalho de 4 dias.

Pontos positivos apontados pelos pesquisadores:

  • Aumento do bem-estar das pessoas: evidenciar que, repensando o modo de trabalhar e o modelo organizacional, é possível produzir mais em menos tempo é o propósito fundamental do teste. Entretanto, com a implementação da jornada mais curta, muitos colaboradores ganham maior qualidade de vida, o que pode diminuir casos de burnout no trabalho.
  • Redução de turnover: com o aumento da flexibilidade, a diminuição de rotatividade é esperada. Trata-se de um enorme avanço para os RHs, que perdem um dinheiro que poderia ser investido em outras frentes para repor vagas.
  • Tempo livre para o desenvolvimento pessoal: com um dia de folga a mais, os funcionários podem se dedicar a aprender novas habilidades profissionais ou realizar atividades que não seriam possíveis aos finais de semana

5. Desafios à vista

Embora estudos mostrem que o trabalho de 4 dias na semana seja benéfico, os profissionais de recursos humanos devem ficar atentos às dificuldades ao longo do caminho. Conheça os impasses da jornada de 4 dias e como driblá-los:

  • Produzir mais em menos tempo: é ideal que as empresas estruturem um modelo adequado para que os funcionários possam se organizar e fazer a gestão de tempo dentro dos 4 dias sem que ocorra efeito colateral.
  • Dificuldade de adaptação: antes da adesão, é importante verificar o segmento de atuação da empresa. É importante compreender que essa modalidade não atende a realidade de todas as organizações.
  • Reuniões improdutivas: é importante que as empresas se atentem quanto ao volume de reuniões não eficazes, estabelecendo rituais e educando a companhia para que assuntos que não demandem conversas sejam resolvidos via comunicação assíncrona, por e-mail ou canais internos de mensagens. Na jornada mais curta, as prioridades devem ser escalonadas e os fluxos e processos precisam ser objetivos e organizados.

Certamente há muitos prós na redução da jornada de trabalho, entretanto, se não for bem desenhado, o modelo pode gerar desgaste, uma vez que as atividades deverão ser produzidas em menos tempo, mantendo a qualidade.

Por isso, é fundamental que a empresa promova uma revisão do design organizacional, repensando fluxos e processos e estruturando uma nova rotina.

Veja mais detalhe sobre a jornada de trabalho com quatro dias:

Leia também:

Se gostou do conteúdo, acesse o site da Flash para saber mais sobre as nossas soluções flexíveis!

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️