7 cuidados para tomar decisões estratégicas na admissão e demissão

Descubra como funcionam e quais são as etapas dos processos de admissão e demissão. Confira 7 cuidados para tomar decisões mais estratégicas e assertivas.

Flash

A dinâmica das empresas modernas exige uma gestão de pessoas eficaz, e nesse contexto, a admissão e demissão de funcionários desempenham um papel crucial.

Tanto para a empresa quanto para o funcionário é um momento delicado passar pelas rotinas de admissão e demissão. Nesse processo, algumas situações peculiares podem surgir, como demissão e admissão no mesmo dia em empresas diferentes.

Para administrar as etapas da admissão e demissão, o RH precisa contemplar todos os direitos financeiros e os direitos trabalhistas do funcionário. Para auxiliar nessa tarefa, o ideal é elaborar um manual de admissão e demissão para garantir que esses processos estejam em conformidade com as leis de admissão e demissão da CLT.

É importante levar em consideração outras regras e prazos, como aviso prévio no pedido de demissão, por exemplo. No âmbito financeiro, é importante compreender os aspectos sobre a multa do fundo de garantia.

Além disso, a admissão e demissão de colaboradores também se relaciona com a gestão do FGTS. Isso porque cerca de 80% do FGTS são depositados pela empresa no nome do funcionário, sendo parte integrante do contrato de trabalho.

Todas essas considerações fazem parte do processo de admissão e demissão de empregados, que costuma ser tocado pelo departamento pessoal das empresas.

Acompanhe a leitura e descubra como ter um fluxograma de admissão e demissão eficiente.

O que é a admissão e demissão de um funcionário?

Os conceitos de admissão e demissão correspondem a diferentes momentos do contrato de trabalho de um funcionário. Veja a seguir a definição de cada uma dessas etapas.

Admissão de um funcionário

A admissão de funcionários é o processo pelo qual uma empresa contrata um novo colaborador para fazer parte de sua equipe. Esse processo envolve uma série de etapas, iniciando pelo recrutamento e seleção de candidatos e finalizando na formalização do contrato de trabalho.

Durante a admissão, o funcionário passa a fazer parte do quadro de funcionários da empresa. Isso inclui a assinatura do contrato, a apresentação às políticas e normas da organização, e a designação de tarefas e responsabilidades.

Demissão de um funcionário

A demissão, por outro lado, é o ato pelo qual a empresa encerra o vínculo empregatício com um colaborador. A demissão pode ocorrer por diversos motivos, como término de contrato temporário, demissão sem justa causa ou demissão por justa causa. Também pode ocorrer pelo pedido de demissão voluntário por parte do colaborador.

Qual a diferença entre admissão e demissão?

A principal diferença entre admissão e demissão está na direção do fluxo de entrada ou saída do funcionário na empresa:

  • Admissão refere-se ao processo de entrada de um novo funcionário na empresa, quando ele é contratado e começa a trabalhar.
  • Demissão refere-se ao processo de saída de um funcionário da empresa, quando ele deixa de ser empregado pela organização.

Como funciona o processo de admissão e demissão de funcionários?

A admissão e demissão possuem etapas distintas em relação ao seu funcionamento. Por essa razão, veja como funcionam esses dois fluxos de gestão dos funcionários em detalhes.

Quando ocorre a admissão de um funcionário?

No recrutamento, a empresa identifica a necessidade de contratar um novo funcionário. Essa etapa inclui a divulgação da vaga, a triagem de currículos, as entrevistas e avaliações dos candidatos. O objetivo é encontrar o candidato mais adequado para a vaga.

Após a seleção, a empresa faz uma oferta de emprego ao candidato escolhido. Os detalhes da oferta incluem o salário, os benefícios, os horários de trabalho, entre outras condições do emprego.

Aceita a proposta, o novo funcionário preenche os documentos e formulários necessários. Como o contrato de trabalho, a ficha de registro, as declarações fiscais e suas informações bancárias.

O funcionário passa por um processo de integração, onde é apresentado à cultura, políticas e procedimentos da empresa. Nessa etapa é necessário oferecer todo o treinamento e acompanhamento que o novo colaborador pode precisar para desempenhar suas funções.

Após a conclusão das etapas anteriores, o funcionário começa oficialmente a trabalhar na empresa.

Quando ocorre a demissão de um funcionário?

Se a empresa decide encerrar o contrato de trabalho de um funcionário, ela deve fornecer um aviso prévio, conforme estabelecido pela CLT.

Os trâmites legais para efetuar a demissão incluem notificar o funcionário por escrito e fornecer os documentos de rescisão, como o Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho (TRCT).

O funcionário demitido tem direito a receber verbas rescisórias, que podem incluir saldo de salário, férias proporcionais, 13° proporcional, entre outros benefícios.

A empresa deve entregar ao funcionário os documentos relacionados à demissão. Como a Carteira de Trabalho e o extrato do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Após todas as formalidades, o vínculo empregatício é encerrado, e o funcionário deixa de fazer parte do quadro de colaboradores da empresa.

Quem é responsável por fazer a admissão e demissão dentro das empresas?

Quem faz admissão e demissão de funcionários dentro das empresas geralmente é o departamento de Recursos Humanos (RH). Ou, em algumas organizações menores, o setor de Departamento Pessoal (DP).

7 cuidados para tomar decisões assertivas na admissão e demissão

Elaboramos esse checklist para a admissão e demissão de funcionários a fim de facilitar a gestão de pessoas da sua empresa. Confira.

  1. Crie uma política de admissão e demissão;
  2. Peça o exame de admissão e o exame de demissão;
  3. Respeite as datas de admissão e demissão;
  4. Formalize e documente os processos de admissão e demissão;
  5. Analise os impactos financeiros das admissões e demissões;
  6. Crie um plano de negócio para as futuras admissões e demissões;
  7. Utilize dados para tomar decisões mais estratégicas.

1. Crie uma política de admissão e demissão

Ter uma política de admissão e demissão bem definida é fundamental para estabelecer diretrizes claras e consistentes. Essa política deve especificar os critérios de seleção, as etapas do processo, os prazos e os procedimentos a serem seguidos. Uma política robusta ajuda a garantir que as decisões sejam tomadas de forma justa e alinhada com os valores e objetivos da empresa.

2. Peça o exame de admissão e o exame de demissão

Realizar os exames médicos de admissão e demissão é essencial para avaliar a saúde e a aptidão dos funcionários. O exame admissional garante que o novo colaborador está apto para desempenhar suas funções, enquanto o exame demissional registra o estado de saúde do colaborador no momento da saída. Isso ajuda a prevenir possíveis problemas legais e a proteger a saúde dos trabalhadores.

3. Respeite as datas de admissão e demissão

Se você não sabe o que é data de admissão e demissão é bastante simples. A data de admissão é o dia em que um funcionário começa efetivamente a trabalhar na empresa. Já a data de demissão refere-se ao dia em que um funcionário deixa oficialmente de trabalhar em uma empresa.

Cumprir os prazos estabelecidos para admissão e demissão é crucial para evitar complicações legais e administrativas. Isso inclui o pagamento de salários e benefícios no prazo correto, a entrega de documentos e a observação dos prazos de aviso prévio..

4. Formalize e documente os processos de admissão e demissão

A documentação adequada é fundamental. Isso envolve a criação e o arquivamento de contratos de trabalho, termos de rescisão, registros de exames médicos e outros documentos relacionados à admissão e demissão. Documentar esses processos garante transparência, conformidade legal e registro histórico das decisões tomadas.

5. Analise os impactos financeiros das admissões e demissões

Tomar decisões financeiramente responsáveis é essencial. Antes de adicionar ou remover funcionários, é importante avaliar os custos associados, como salários, benefícios, custos de treinamento e possíveis indenizações. Isso permite que a empresa tome decisões informadas e alinhadas com sua saúde financeira.

6. Crie um plano de negócio para as futuras admissões e demissões

Desenvolver um plano estratégico para admissões e demissões ajuda a empresa a se preparar para as necessidades futuras de pessoal. Isso inclui a identificação de talentos, o planejamento de treinamento e desenvolvimento, a consideração de possíveis reduções de pessoal em caso de reestruturações, e a alocação de recursos de forma mais eficaz.

7. Utilize dados para tomar decisões mais estratégicas

A análise de dados relacionados à admissão e demissão é fundamental para a tomada de decisões. Utilize um sistema de gestão de pessoas, como a Flash, para coletar informações sobre a rotatividade, o desempenho e o engajamento dos funcionários.

Ter dados estruturados e uma visualização gráfica simplificada ajudam a empresa a identificar tendências, ajustar estratégias e melhorar a gestão de pessoal de forma geral.

Para um RH estratégico, conheça nosso módulo de People Analytics dentro da Flash People, a maior e melhor plataforma de gestão de pessoas do Brasil.

Contar com uma robusta análise de dados dispensa o uso de planilhas de admissão e demissão. Além de centralizar todas as informações dos colaboradores em um só lugar.

Saiba tudo sobre People Analytics em nosso ebook completo e didático, baixe agora e voe com a Flash!

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️