Entenda o que é e como fazer o balanço patrimonial de uma empresa de forma simples

O balanço patrimonial de uma empresa é indispensável para o planejamento financeiro. Veja o que é e como fazer de forma simples.

Flash

Dicas de como fazer o balanço patrimonial de uma empresa são sempre bem-vindas, já que o balanço anual é uma ferramenta indispensável para um bom planejamento financeiro. Também chamado de fechamento anual, é um documento demonstrativo.

É uma prática fundamental para a gestão financeira e trata-se de uma ferramenta para checar oportunidades de otimização e melhoria, sendo uma tarefa crítica para os gestores.

Ele também indica a saúde de um negócio, bem como a evolução do patrimônio e dívidas. Ajudando a fazer um planejamento orçamentário melhor, o balanço financeiro mostra os períodos de maior e menor gasto, permitindo também a adequação de projetos.

Sem ela, a gestão de recursos financeiros se torna turva, já que os gestores não têm uma visão precisa das entradas e saídas. Com isso, o fluxo de caixa pode ser comprometido, erros cometidos e dívidas incapacitantes contraídas.

Dessa forma, os riscos financeiros podem engolir a organização e fazer com que sua longevidade seja menor. Mas, seja qual for o objetivo, gerir recursos, planejar as finanças ou orçamento, a Flash Expense ajuda.

Continue lendo porque vamos abordar 5 dicas e boas práticas do balanço para facilitar sua construção com as informações que ele precisa ter.

O que é o balanço patrimonial de uma empresa?

O balanço patrimonial é um demonstrativo contábil muito conhecido no setor público. No entanto, não se limita apenas a ele. Entidades privadas também emitem este documento ao fim de cada exercício fiscal para tornar pública sua situação financeira.

Ele consiste em levar às pessoas seus ativos, passivos e patrimônio líquido ao fim de um determinado período, geralmente de 12 meses. O objetivo de mostrar o resultado do exercício é sinalizar ao mercado que a instituição tem saúde.

Dessa forma, ao apresentar este relatório contábil e econômico para os stakeholders, a organização gera maior confiança na marca. No entanto, muito se engana quem pensa que somente aquelas que querem ou têm investidores se beneficiam desta prática.

Por que fazer o balanço patrimonial?

Tanto para aquelas que procuram atrair investidores quanto as menores têm uma ferramenta poderosa com o balanço patrimonial de uma empresa. O documento aponta os bens e direitos, além das obrigações de uma entidade em um recorte de tempo.

Dessa forma, como ele indica a evolução do patrimônio e das dívidas — principalmente se feito todos os anos —, é de grande importância para análises profundas.

O gestor que faz o balanço patrimonial todos os anos consegue visualizar com mais facilidade o que está dando certo e o que está dando errado. Além disso, caso algum concorrente divulgue estas informações, é possível fazer uma análise dos concorrentes.

Para os balanços patrimoniais internos de uma empresa, o gestor deve lançar mão de outras ferramentas. Ao checar os custos fixos e variáveis e cruzá-los no balanço, por exemplo, é possível verificar se os gastos com determinado material são vantajosos ou não.

Além disso, ao fazer uma análise de indicadores financeiros completa, o responsável financeiro tem ainda mais precisão nos números e decisões. No entanto, para fazer isso é preciso ter todas as informações pertinentes em mãos.

Os recursos disponíveis para investir em um crescimento seguro e manter seu balanço positivo dependem de uma checagem cuidadosa de seu ativo circulante, sua margem bruta, líquida e de contribuição, EBITDA, entre muitos outros.

Dessa forma, mapear todos os indicadores pertinentes e cruzá-lo com o balanço é apenas o primeiro passo para garantir longevidade. É preciso também fazer uma análise cautelosa para, só assim, tomar decisões conforme a realidade da companhia.


Pensando nisso, preparamos um guia completo com os 25 principais indicadores financeiros para te ajudar nesse mapeamento. Baixe, confira se sua organização já tem todos listados e acompanhe a leitura deste conteúdo para entender como fazer a análise.

5 dicas de como fazer um balanço patrimonial

Para fazer um bom fechamento anual é necessário contar com todas as informações pertinentes ao longo do ano. Por isso, o ideal é que os gestores tenham planilhas de controle contendo os dados. Confira a seguir algumas dicas para fazer um bom balanço patrimonial de uma empresa:

1. Organize as informações

Para fazer o balanço e dar início ao planejamento é essencial ter as informações acessíveis. Então, os dados econômicos e contábeis precisam ser disponibilizados ao gestor, caso ainda não os tenha.

No entanto, muitas vezes eles estão perdidos em planilhas manuais, espalhadas em diferentes sistemas e lugares. Com isso, o gestor demora para terminar a tarefa, ou não consegue concluí-la.

Além disso, caso tenha demonstrativos anteriores, é bom levantá-los, já que quando analisados juntos, podem revelar tendências.

2. Levante os dados

Caso as informações não tenham sido produzidas e organizadas em planilhas ao longo do ano, é preciso levantá-las. Se o fechamento de mês foi feito, a empresa deve separá-los para ter a visão do ano inteiro.

Se esse documento não foi produzido ao longo do ano, o gestor deve fazê-lo de forma retroativa, produzindo o material de cada mês.

3. Reúna as principais informações

Para conseguir fazer um bom balanço é preciso ter as informações corretas. É importante lembrar que, se elas faltarem, análises futuras serão comprometidas e incompletas. Dessa forma, para facilitar, o BP é dividido em Passivo, Patrimônio Líquido e Ativo.

Os dois primeiros representam as fontes de recursos, enquanto o segundo demonstra a aplicação deles.

De forma geral, os primeiros podem ser dívidas, capital de terceiros ou quaisquer outras fontes de patrimônio e o último são as aplicações e outras fontes de valor.

Ainda dentro do Ativo, ele é subdividido em:

  • Ativo Circulante (AC);
  • Ativo Não Circulante (ANC).

Por outro lado, o passivo é dividido em:

  • Passivo Circulante (PC);
  • Passivo Não Circulante (PNC).

Exemplos de dados em cada categoria

Para facilitar o entendimento daquilo que deve entrar em cada categoria, separamos alguns exemplos. Confira.

Ativo Circulante
  • caixa e equivalentes de caixa;
  • contas a receber;
  • estoques;
  • outros créditos.
Ativo Não Circulante
  • contas a receber;
  • investimentos;
  • imobilizados;
  • valores intangíveis;
  • (-) depreciação e amortização acumuladas.
Passivo Circulante
  • fornecedores;
  • empréstimos e financiamentos;
  • obrigações fiscais;
  • obrigações trabalhistas e sociais;
  • contas a pagar;
  • provisões.
Passivo Não Circulante
  • financiamentos.
Patrimônio Líquido
  • capital social;
  • reservas de capital;
  • reservas de lucro;
  • lucros acumulados;
  • (-) prejuízos acumulados.

Construa os relatórios

A construção de relatórios é fundamental para o acompanhamento das evoluções patrimoniais. Além disso, com eles, os gestores conseguem visualizar com maior facilidade as informações e caminhos para se seguir.

Nessas horas, o uso de planilhas pode acabar sendo desvantajoso, já que serão necessárias inúmeras delas para isso. O gestor gerará relatórios e documentos Excel que serão dificilmente encontrados futuramente.

Automatize processos

Gerar planilhas todos os dias e por diversos motivos torna a rotina financeira pouco eficiente muitas vezes. Além disso, os gestores perdem essas informações e não conseguem encontrá-las com facilidade.

Com isso, uma análise ou balanço que deveria ser feito rapidamente, demora horas senão dias para ser concluído. Dessa forma, o tempo de resposta de uma empresa é diminuído, tornando-a muito mais reativa do que pró-ativa.

Por isso, o uso de softwares é bastante vantajoso nesses momentos. Eles automatizam diversos processos e reúnem todos os dados necessários em uma única plataforma.

Baseada em eficiência, controle e compliance, a Flash Expense oferece soluções em 3 planos diferentes que garantem a otimização da rotina financeira.

Algumas funcionalidades automatizam lançamentos e evitam o desencontro de informações, evitando o mesmo registro em mais de um sistema, diminuindo erros e facilitando o processo

Quer saber mais sobre como a Flash Expense pode facilitar seu balanço patrimonial?

Entre em contato com um de nossos especialistas ou solicite uma demonstração.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️