Entenda o que é margem de contribuição e como fazer o cálculo correto

Como a Margem de Contribuição pode transformar a gestão financeira do seu negócio? Aprenda como aplicar para melhorar a rentabilidade.

Flash

A gestão corporativa é um grande desafio, em especial quando olhamos para métricas financeiras. Nesse cenário, entender e calcular a margem de contribuição é vital para a saúde financeira de uma empresa. Este indicador ajuda a determinar se a receita gerada é suficiente para cobrir os custos variáveis e ainda gerar lucro.

Neste guia, exploraremos o que é margem de contribuição, sua importância, e como calculá-la eficientemente. Continue a leitura para sanar todas as dúvidas sobre o tema!

O que é margem de contribuição?

A Margem de Contribuição é um indicador financeiro que visa mostrar quanto de cada venda está disponível para cobrir os custos fixos da companhia e contribuir para o lucro.

Simplificando: é o valor que resta após deduzir os custos e despesas variáveis das receitas de vendas. Este cálculo permite entender especificamente quanto um produto ou serviço contribui para o lucro líquido da empresa.

Para que serve a margem de contribuição na gestão financeira?

No contexto da gestão financeira, a Margem de Contribuição é uma das principais métricas que deve ser considerada no planejamento financeiro. Quando bem calculada e aplicada, auxilia os gestores nos itens abaixo.

  • Identificar quais produtos ou serviços são mais rentáveis;
  • Otimizar a alocação de recursos;
  • Tomar decisões estratégicas informadas sobre preços, descontos;
  • Decidir sobre linhas de produtos/serviços e muito mais.

Sem entender a Margem de Contribuição, uma empresa pode continuar vendendo produtos de baixa rentabilidade, prejudicando sua saúde financeira a longo prazo.

Tipos de Margens de Contribuição

Temos 4 tipos de margem e cada um deles tem sua aplicação e impacto específico. Saiba mais.

  1. Margem de Contribuição unitária: calcula o preço único de cada produto ou serviço na venda. Ou seja, quanto aquele item em específico afeta os pagamentos de gastos da empresa.
  2. Margem de Contribuição total: usada para metrificar a receita completa da empresa. Nesse tipo de margem de contribuição, todos custos e despesas variáveis como aluguel, salários, entre outros, são subtraídos. É vantajosa para tomadas de decisão de curto prazo.
  3. Por canal: utilizada para calcular as receitas geradas por meios de vendas, subtraindo os custos variáveis. É um KPI crucial para empresas que vendem em diversos canais, como e-commerce e lojas físicas.
  4. Por vendedor: muito similar à de cima, é um indicador que calcula a margem de receita por venda de cada vendedor. É uma métrica benéfica para ser usada como desempenho individual no setor comercial.

Diferenças entre Margem de Contribuição e outras métricas

Existem diversos indicadores que compõem o plano financeiro de uma empresa. Enquanto a Margem de Contribuição foca na rentabilidade direta das vendas, outras métricas oferecem diferentes perspectivas. Por exemplo, o lucro bruto leva em conta todos os custos de produção, não apenas os variáveis.

Já o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) oferece uma visão mais abrangente da rentabilidade operacional, incluindo custos fixos e variáveis.

Compreender essas diferenças é crucial para uma análise financeira completa. E para te ajudar nessa compreensão, baixe gratuitamente nosso guia com os 25 indicadores financeiros que toda empresa precisa conhecer.

Margem de contribuição, margem líquida e margem bruta: qual a diferença?

A compreensão das diferenças entre as margens de contribuição, líquida e bruta é fundamental para uma análise financeira abrangente. Cada uma dessas margens oferece uma perspectiva única sobre a saúde de um negócio.

Enquanto a margem de contribuição foca na parcela de cada venda que contribui para pagar os custos variáveis e gerar lucro, as margens bruta e líquida fornecem as seguintes informações.

  • Margem bruta: esta margem é derivada do lucro bruto. Ela representa a porcentagem de receita restante após deduzir os custos diretos associados à produção e venda de bens ou serviços. Essencialmente, mostra o que sobra das vendas após cobrir os custos de fabricação e comercialização.
  • Margem líquida: calculada a partir do lucro líquido, reflete o ganho real da empresa. Ela é obtida após subtrair todos os custos e despesas da companhia, não apenas aqueles relacionados à produção e venda. Essa margem oferece uma visão mais precisa dos lucros efetivos do negócio.

Para ter uma visão financeira completa, é recomendável calcular todas essas margens, pois cada uma traz insights valiosos sobre diferentes aspectos da performance financeira de um negócio.

Como calcular corretamente a margem de contribuição?

Calcular a margem de contribuição é essencial para entender o impacto de cada produto ou serviço para o lucro e crescimento financeiro do negócio. Então, qual a fórmula da margem de contribuição? Vamos detalhar um passo a passo e depois apresentar um exemplo prático:

  • Preço de venda: comece determinando o preço pelo qual o produto ou serviço é vendido.
  • Custos variáveis: identifique e some todos os custos que variam diretamente com a quantidade produzida ou vendida, como matéria-prima e comissões.
  • Subtraia os custos variáveis do preço de venda: esta subtração resultará na margem de contribuição unitária.
  • Calcular a Margem de Contribuição total: some as margens de contribuição unitárias para entender o valor total.

Vamos considerar o exemplo prático para ilustrar o cálculo:

Imagem não encontrada

A Importância da margem de contribuição no preço de venda

Por que calcular a margem de contribuição? A Margem de Contribuição não só reflete a saúde financeira de um produto ou serviço. Ela desempenha um papel vital na formação e estratégias de otimização de preços, bem como guia a estruturação das metas financeiras.

Margem de Contribuição e a formação de preços

A relação entre a Margem de Contribuição e a formação de preços é direta. Ao definir os preços de venda, é crucial considerar a Margem de Contribuição. Dessa forma, é possível garantir que cada venda contribua positivamente para o lucro da empresa.

Preços definidos sem considerar a margem podem levar a vendas que não cobrem os custos variáveis, resultando em prejuízos.

Estratégias de precificação que podem ser adotadas com base na margem:

  • Análise de rentabilidade dos produtos: utilize a Margem de Contribuição para identificar quais produtos são mais rentáveis e priorize a promoção deles.
  • Estruturação de descontos: ao oferecer descontos, certifique-se de que a margem continue positiva para evitar prejuízos.
  • Precificação dinâmica: ajuste os preços com base na demanda do mercado, mas sempre mantendo uma margem que justifique a venda.
  • Diversificação de portfólio: introduza produtos com maiores margens para equilibrar aqueles com margens menores, otimizando assim o mix de produtos.

Revolucione a gestão financeira da sua empresa com a Flash

A Margem de Contribuição é mais do que um simples cálculo financeiro. Ela é uma métrica estratégica para as finanças corporativas. A margem auxilia na compreensão de quanto cada venda contribui para cobrir os custos variáveis e gerar lucro.

Além disso, é simples de calcular, fornecendo insights valiosos para a tomada de decisão, desde a precificação até a estratégia de vendas. Ter uma margem bem calculada é indispensável para a definição de preços, garantindo que cada produto e serviço contribua positivamente para o lucro da empresa.

Interessado em levar a gestão financeira da sua empresa para o próximo nível? A solução da Flash para gestão de despesas pode te ajudar. Nossa plataforma oferece soluções inovadoras para otimizar a gestão de despesas, o gerenciamento de viagens, promover o uso de um cartão corporativo seguro e muito mais.

Com a Flash, você ganha eficiência, controle e insights valiosos para otimizar a área financeira da sua empresa. Clique na imagem abaixo e saiba mais.



ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️