Organograma empresarial: conceito, tipos e exemplos simples para você fazer

Conheça o que é organograma empresarial e exemplos práticos e simples para aplicar na sua empresa, melhorando a organização e visibilidade dos setores.

Flash

Um bom planejamento antes da abertura de uma empresa e uma boa gestão de negócio são os dois principais fatores para a sobrevivência das empresas, como demonstrou a pesquisa "Causa Mortis" do Sebrae, que analisa como a organização e a gestão são cruciais para a longevidade e o sucesso das empresas no Brasil. Ligada a esses dois fatores e parte central da estratégia de organização de todas as empresas, o organograma empresarial é uma importante ferramenta visual que permite aos colaboradores entenderem melhor como a empresa está organizada e quem são seus superiores e subordinados diretos.

“O organograma também ajuda a identificar possíveis gargalos ou problemas na estrutura organizacional, auxiliando na tomada de decisões gerenciais”, afirma Idalberto Chiavenato, no livro "Administração: Teoria, Processo e Prática" (ed. Elsevier, 2016). “Por isso, é fundamental que o organograma esteja sempre atualizado e que as mudanças na estrutura organizacional sejam refletidas de forma clara e objetiva”, completa o autor.

Neste texto, você vai entender melhor o que é o organograma empresarial, suas funcionalidades, modelos utilizados e informações essenciais. Além disso, traremos sugestões de ferramentas e um passo a passo para a construção de um organograma simples e útil para sua empresa.

Baixe agora: E-book "Calendário RH 2023: organize suas tarefas e ações de engajamento"

O que é e para que serve o organograma empresarial?

Prática que remonta ao início do século XX, um organograma empresarial é um diagrama que demonstra a estrutura hierárquica de uma companhia, incluindo departamentos, unidades de negócio e cargos. Seu objetivo é ilustrar a forma como a empresa está organizada e como suas diferentes partes estão relacionadas entre si.

Com papel estratégico, a ferramenta é importante para ajudar a visualizar e entender de que forma as decisões são tomadas e como as responsabilidades são distribuídas em uma organização. Por isso, ele pode ser usado para comunicar a estrutura organizacional aos funcionários, clientes, fornecedores e outras partes interessadas.

Entre diversos usos do organograma empresarial, podemos destacar:

  • Ajudar a identificar oportunidades de melhoria na estrutura organizacional, como a simplificação de processos e a eliminação de redundâncias;
  • Auxiliar na identificação de lacunas nas competências e habilidades dos funcionários, bem como na descoberta de oportunidades para o desenvolvimento de carreira;
  • Melhorar a comunicação, identificar oportunidades de melhoria e ajudar a planejar ações estratégicas.

Principais modelos de organograma

Existem muitos tipos de organogramas empresariais, que podem ser mais ou menos adequados de acordo com as características de cada empresa. Aqui trazemos alguns dos principais tipos:

  • Organograma hierárquico: também chamado de organograma vertical, é o tipo mais comum de organograma e apresenta a hierarquia de cargos e departamentos de uma organização, com o topo representando o cargo mais alto (presidente ou CEO, por exemplo), e as linhas que ligam cada cargo mostrando as relações de subordinação entre eles. É particularmente usado por empresas fortemente hierarquizadas.
  • Organograma horizontal: este tipo enfatiza as relações horizontais entre as equipes e os departamentos em vez da hierarquia vertical tradicional. Nessa categoria, os colaboradores possuem mais autonomia e participam mais ativamente dos processos decisórios da empresa. Tem objetivo de promover a colaboração e o trabalho em equipe, além de estimular a inovação e a criatividade dentro da organização.
  • Organograma funcional: mostra a estrutura da empresa com base nas funções desempenhadas por cada departamento, como vendas, marketing, produção, recursos humanos, entre outros. Este tipo de organograma destaca as funções e responsabilidades de cada departamento e as relações entre eles.
  • Organograma matricial: é usado em empresas que trabalham em projetos e mostra a relação entre os projetos e os departamentos da empresa. As linhas que conectam os cargos no organograma matricial são bidirecionais, mostrando que os colaboradores trabalham em diferentes projetos e departamentos.
  • Organograma circular: é um tipo de organograma que tem um formato circular e destaca a importância da equipe e do trabalho em equipe dentro da organização. O líder da equipe fica no centro do organograma e as conexões entre os membros da equipe são mostradas ao redor dele.
  • Organograma radial: é semelhante ao circular, mas com linhas radiais conectando o líder do grupo a outros membros da equipe. É frequentemente usado em organizações onde o trabalho em equipe é importante e onde há muita colaboração entre os departamentos.

Quais informações não podem faltar no organograma?

Para que um organograma empresarial seja útil à organização, algumas informações não podem ficar de fora, entre elas:

  • Nomes dos departamentos e equipes: é fundamental que o organograma apresente os nomes dos departamentos e das equipes da empresa, para que todos possam identificar em que grupo estão alocados.
  • Cargos e posições: é importante que o organograma apresente os cargos e as posições de cada colaborador, para que seja possível entender as relações hierárquicas e responsabilidades de cada um.
  • Linhas de comunicação: o organograma deve mostrar as linhas de comunicação entre os diferentes departamentos e equipes, para que todos possam entender como as informações são transmitidas e quem é o responsável de cada área.
  • Fluxo de trabalho: é útil que o organograma apresente o fluxo de trabalho entre as diferentes áreas, para que todos possam entender como os processos da empresa se conectam e se complementam.

Baixe o e-book: Descubra como criar uma filosofia de remuneração eficiente na sua empresa

Passo a passo para estruturar um organograma

Confira agora 5 passos para a elaboração de um Organograma Empresarial:

Passo 1 - Identificação dos departamentos e equipes:

A primeira etapa consiste em identificar todos os departamentos e equipes que compõem a empresa, bem como as suas funções e responsabilidades.

Passo 2 - Definição das relações hierárquicas:

Em seguida, é preciso descobrir as relações hierárquicas entre os diferentes departamentos e equipes, estabelecendo quem reporta a quem na estrutura organizacional.

Passo 3 - Escolha do tipo de organograma:

Como explicado acima, existem vários tipos de organogramas empresariais, como o vertical, o horizontal e o circular. É importante escolher o tipo mais adequado à empresa e ao seu modelo de negócio.

Passo 4 - Elaboração do diagrama:

A quarta etapa consiste em elaborar o diagrama do organograma, desenhando as caixas que representam os departamentos e equipes, e conectando-as com linhas que representam as relações hierárquicas ou horizontais. Logo abaixo, damos dicas de ferramentas para isso.

Passo 5 - Revisão e atualização:

Por fim, é importante revisar e atualizar o organograma periodicamente, para garantir que ele esteja sempre refletindo a realidade da empresa e suas mudanças organizacionais.

Ferramentas para desenvolver seu organograma

Há uma série de ferramentas para criação de organogramas online, e você pode usar inclusive ferramentas mais genéricas como o Word, o Excel ou mesmo o Indesign. Porém, algumas ferramentas online vêm facilitar seu trabalho, apresentando vantagens como modelos adaptáveis e facilidade de colaboração.

Confira algumas delas:

Miro - Facilidade de colaboração:

Trata-se de uma ferramenta de colaboração e visualização online que permite a criação de quadros virtuais para trabalho em equipe. Com ele, equipes em diferentes locais podem colaborar em tempo real, compartilhar ideias, apresentar conceitos, fazer anotações, organizar projetos, dentre outras funcionalidades. Extremamente simples e integrado com ferramentas populares, como Slack, Trello e Google Drive, o Miro permite a criação colaborativa de organogramas, o que pode facilitar tanto na elaboração, como na sua aprovação e posterior revisão.

Canva - Modelos prontos e editáveis:

Esta é uma ferramenta online de design gráfico que pode ser usada para criar organogramas empresariais de forma fácil e rápida. Para isso, a ferramenta oferece modelos de organograma para serem selecionados e editados pelo usuário. Após escolher o modelo, basta adicionar o nome dos cargos, os respectivos responsáveis e as conexões entre eles. Além disso, as ferramentas de design do Canva podem ser usadas para ajustar o layout, fontes e cores, adequando o trabalho à identidade da sua empresa.

Flash People - A estrutura da sua organização visível e acessível para todos:

Ferramenta completa e automatizada para gestão de Recursos Humanos, a plataforma da Flash agrega soluções para processos de admissão online, treinamentos, desenvolvimento e engajamento dos colaboradores, incluindo um módulo de organograma. Com isso, o RH pode criar a estrutura organizacional da sua empresa e fazer toda a gestão de forma simplificada, além de poder exportá-la.

Veja mais conteúdos em nosso blog:

+ Flash People: conheça o sistema que vai revolucionar os processos do seu RH
+ Listamos tudo o que o RH precisa saber sobre o fim do rebate
+ Flash lança estudo inédito para o RH no Dia das Mulheres. Vem conferir!

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️