Assine nossa newsletter

Quero assinar

Entenda sobre a jornada do colaborador e suas fases dentro da empresa

Descubra o que é e quais são as principais etapas da jornada do colaborador dentro de uma empresa.

Flash
 

Dentro da jornada do colaborador, temos muitos pontos de check-in além da atração de talentos e desligamento/turnover

O conceito de jornada do colaborador adquire uma importância estratégica no panorama corporativo atual. Proporcionar um caminho profissional enriquecedor dentro da empresa é agora tão vital quanto oferecer vantagens salariais.

Criar uma experiência positiva para os colaboradores transcende os tradicionais benefícios corporativos, como mesas de sinuca ou happy hour após o expediente. 

Este enfoque na gestão está direcionado para as estratégias de employer branding e experiência do colaborador. Elas devem ajudar a avaliar sentimentos e percepções dos colaboradores em diversas fases de sua jornada na empresa. Abrangendo desde a interação com colegas até oportunidades de crescimento, benefícios, e estímulo à inovação.

“O ciclo de vida do funcionário é fundamental para que as empresas gerenciem o desenvolvimento e a progressão de seus colaboradores, bem como para reter talentos e manter um ambiente de trabalho positivo e produtivo”, afirma a psicóloga Carla Fonseca, especialista em gestão estratégica de pessoas e sócia da Rheserva Consultoria.

Entender as diversas etapas da jornada do colaborador é fundamental para construir uma jornada profissional saudável para os integrantes de qualquer organização.

A seguir, apresentamos um guia prático para aprofundar seu conhecimento sobre o conceito e orientar sobre sua aplicação no cotidiano empresarial.

O que é a jornada do colaborador?

“É todo o ciclo da gestão para atender às necessidades das pessoas ao longo de sua permanência na empresa, de forma a fortalecer o vínculo com ela”, explica Denize Dutra, psicóloga organizacional, doutora em administração pela UNAM – Argentina (Universidad Nacional de Misiones) e coordenadora acadêmica executiva do Instituto de Desenvolvimento Empresarial da Fundação Getúlio Vargas.

Em essência, o profissional atravessa diversas etapas, desde o interesse na vaga, recrutamento, chegando até seu desligamento. 

Cada uma dessas fases constitui a jornada do colaborador, que deve ser acompanhada pela área de recursos humanos e liderança. Uma observação cuidadosa desses estágios não apenas melhora o engajamento, mas também promove:

  • Aumento da produtividade;
  • Valorização da marca empregadora (employer branding);
  • Estímulo à alta performance;
  • Redução da rotatividade (turnover);
  • Atração de mais talentos.

Quais são as etapas da jornada do colaborador?

É possível montar um mapa da jornada do colaborador, destrinchando cada etapa que ele vai percorrer. Carla Fonseca, destacando a variabilidade conforme os objetivos estratégicos de cada organização, aponta que, em geral, as principais etapas da jornada do colaborador incluem:

1. Atração de talentos

Essencial para formar equipes de alta performance e captar colaboradores engajados, a atração de talentos demanda processos seletivos que valorizem a humanização e a estratégia. 

É primordial respeitar a privacidade e a individualidade de cada candidato, promovendo uma primeira impressão positiva da organização.

2. Recrutamento e contratação

Esta fase é crucial para avaliar o alinhamento entre o candidato e a cultura organizacional. A transparência e a comunicação eficaz durante o processo seletivo são fundamentais para moldar a percepção do profissional sobre a empresa, evidenciando a importância de atender às suas expectativas e esclarecer quaisquer dúvidas.

3. Onboarding

O onboarding visa integrar os novos colaboradores, motivando-os a se dedicarem plenamente desde o início. Esse é um dos momentos mais críticos, onde as melhores experiências vão definir a percepção do colaborador junto a empresa.

Um onboarding bem-sucedido é variado em suas abordagens e deve:

  • Proporcionar um kit de boas-vindas e facilitar o acesso ao RH;
  • Apresentar a história, cultura, missão, visão e valores da empresa;
  • Clarificar o papel do colaborador dentro da organização e as expectativas em relação a ele;
  • Detalhar a avaliação de desempenho e feedbacks;
  • Encorajar a expressão de impressões sobre a integração ao novo posto.

4. Desenvolvimento profissional

Oportunidades de desenvolvimento são cruciais para a satisfação e crescimento dos colaboradores. É nesse estágio que os principais desafios e expectativas começam a ficar latentes.

Um ambiente que favorece o aprendizado contínuo e a inovação é chave para atrair e reter talentos, além de estimular a performance excepcional.

5. Reconhecimento e recompensas

O reconhecimento é vital para a satisfação do colaborador, incentivando a continuidade de um trabalho de qualidade. 

Práticas de reconhecimento e recompensa alinham-se com a busca por um ambiente de trabalho inspirador e competitivo, refletindo diretamente na percepção de valor e pertencimento do colaborador à empresa.

6. Retenção ou desligamento

A jornada pode culminar na retenção de talentos ou em um desligamento. Em ambos os casos, é essencial que a organização proceda de maneira justa e respeitosa. 

Para desligamentos, políticas que suportem o colaborador na transição, como extensão de benefícios e auxílio para recolocação, demonstram consideração e respeito pelo tempo de serviço prestado.

5 dicas infalíveis para melhorar a jornada do colaborador

Estar atento à realização e percepção do talento durante todas as etapas da jornada do colaborador, é essencial. 

Em um mercado de trabalho dinâmico, as organizações devem permanecer atentas e dispostas a adaptar suas estratégias de gestão de colaboradores. Além disso, é necessário estruturar a jornada do colaborador, é crucial revisá-la regularmente para implementar melhorias contínuas.

  1. Incentivo à participação: envolver os colaboradores ativamente na revisão e adaptação da jornada permite incorporar sugestões e feedbacks valiosos para otimizar cada etapa.
  2. Comunicação facilitada: estabelecer canais de comunicação transparentes e eficientes entre a empresa e os colaboradores é fundamental para fomentar uma cultura de confiança mútua.
  3. Treinamento de lideranças: líderes devem ser inspiradores e suportar seus times. Investir em desenvolvimento de lideranças humanizadas é essencial para uma gestão eficaz.
  4. Foco no colaborador: segundo Denize, é vital personalizar a experiência do colaborador, visando não apenas o engajamento, mas também o fortalecimento da marca empregadora através de uma jornada bem estruturada.
  5. Investimento na cultura organizacional: um ambiente de trabalho positivo nasce de uma cultura organizacional sólida que realmente valoriza e reconhece os colaboradores.

Dica bônus: benefícios flexíveis para inovar na jornada do colaborador

Os melhores talentos buscam empresas que atendam suas expectativas profissionais e, até, sua visão de mundo. À medida que o mercado de trabalho está passando por essa transformação, colaboradores esperam melhorias, em especial no pacote de benefícios, que garantam bem-estar e qualidade de vida.

A otimização da jornada do colaborador pode ser significativamente potencializada pelas soluções inovadoras de benefícios que a Flash oferece. Com o cartão de multibenefícios, é possível oferecer um portfólio de benefícios flexíveis que se ajustam às necessidades individuais de cada colaborador. Venha fazer parte da Flash e transforme a estratégia de benefícios da sua empresa!

 

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️