Deixe seu trabalho mais simples com a Flash

Fale com um especialista

O que é ginástica laboral e quais seus impactos na cultura das empresas?

Tire todas as suas dúvidas sobre o que é ginástica laboral e como implementar na sua empresa. Conheça as instituições que a utilizam e seus principais benefícios.

Flash

Oferecer sessões de ginástica laboral nas empresas pode ser uma estratégia poderosa para enriquecer os benefícios corporativos. Além de melhorar o bem-estar físico e mental dos colaboradores, a atividade tem grande potencial de favorecer o ambiente de trabalho e otimizar a produtividade.

Ao adotar a ginástica laboral como parte de seus  benefícios, as empresas não apenas  investem em  seus colaboradores, como se posicionam como lugares desejáveis para trabalhar, atraindo e retendo talentos.

Neste artigo, além de apresentar todos os benefícios e os diferentes  tipos de ginástica laboral, mostramos como montar um plano para implementar  a prática na sua empresa. 

O que é ginástica laboral?

Ginástica laboral são sessões rápidas de  atividades físicas (normalmente de 15 minutos), realizadas no local de trabalho. O objetivo é melhorar a saúde mental e física e aumentar a qualidade de vida dos empregados. 

Por meio de exercícios específicos, como alongamentos e atividades de fortalecimento, a ginástica laboral busca preparar o corpo para o dia de trabalho e compensar os efeitos negativos das posturas estáticas e dos movimentos repetitivos.

Criada no início do século XX, ganhou destaque por sua eficácia na prevenção de lesões por esforço repetitivo (LER) e distúrbios relacionados ao trabalho.

A prática não só reduz a fadiga e o estresse no trabalho, como  melhora a produtividade e o clima, uma vez que motiva e promove a integração entre as equipes.

Sem a necessidade de equipamentos especiais, implementá-la é uma maneira eficaz de as empresas investirem no bem-estar de seus funcionários, adaptando-se facilmente a diferentes ambientes de trabalho.

A importância da ginástica laboral se destaca por suas principais características: inclusão, praticidade, baixo custo e a promoção de uma cultura organizacional sadia.

A ginástica laboral possui 4 objetivos centrais:

  • Prevenir lesões ocupacionais: reduz os riscos associados ao esforço repetitivo e à postura inadequada.

  • Promover a saúde: melhora a condição física geral dos trabalhadores, contribuindo para a prevenção de doenças.

  • Aumentar a produtividade: diminui a fadiga e o estresse, o que, por sua vez, melhora o desempenho dos funcionários.

  • Melhorar o bem-estar e a qualidade de vida no trabalho: fortalece a integração entre os colaboradores e cria um ambiente de trabalho mais motivador e saudável.

Tipos de ginástica laboral

Existem alguns tipos de atividades para realizar no local de trabalho. Cada tipo é desenhado para atender às necessidades dos funcionários em vários momentos, visando melhorar a saúde, prevenir lesões e aumentar o bem-estar no trabalho.

  1. Ginástica laboral preparatória: é feita antes ou no início  da jornada para aquecer o corpo, preparando-o para as atividades do dia.

  2. Ginástica laboral compensatória: realizada durante o expediente, alivia a tensão de posturas e movimentos repetitivos, prevenindo dores e lesões.

  3. Ginástica laboral corretiva: o objetivo é corrigir problemas posturais e dores já existentes, fortalecendo músculos enfraquecidos e ajustando a postura.

  4. Ginástica laboral preventiva: antecipa-se a problemas de saúde e lesões, fortalecendo o corpo contra os efeitos negativos do trabalho.

  5. Ginástica laboral de relaxamento: aplicada ao fim do dia, ajuda a soltar o estresse e relaxar o corpo e a mente após o trabalho.

Essencialmente, a ginástica laboral promove um ciclo de preparação, manutenção e recuperação do corpo e da mente dos trabalhadores, contribuindo para um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo.

O que leva a uma redução nos afastamentos e absenteísmo por problemas de saúde e falta de motivação.

10 benefícios da ginástica laboral nas empresas

A ginástica laboral, quando integrada às rotinas das organizações, traz uma série de benefícios tanto para os funcionários quanto para o clima organizacional.

A prática pode ser realizada com flexibilidade, adaptando-se facilmente às necessidades e aos horários da companhia, tornando-a uma opção viável e benéfica para pequenas empresas

Benefícios para a saúde física

  • Prevenção de lesões: auxilia na prevenção de lesões relacionadas ao trabalho, diminuindo afastamentos e tratamentos médicos.

  • Redução da fadiga muscular: alivia a fadiga, particularmente em empregos que exigem manutenção de uma mesma postura.

  • Melhora na postura: oferece orientações para uma postura mais saudável, minimizando desconfortos e dores.

Benefícios para a saúde mental

  • Redução do estresse: a prática contribui significativamente para a diminuição do estresse acumulado.

  • Promoção do bem-estar: estimula a liberação de endorfinas, elevando o humor e o sentimento de felicidade.

  • Melhora da autoestima e da confiança: participar de sessões de ginástica laboral pode aumentar a autoestima dos funcionários, fazendo-os se sentir valorizados pela empresa. Isso eleva a confiança em suas capacidades e no ambiente de trabalho.

Contribuições para o clima organizacional e para a produtividade

  • Fortalecimento do espírito de equipe: promove a interação social, reforçando laços entre os colaboradores.

  • Aumento da produtividade: funcionários mais saudáveis e motivados tendem a apresentar maior produtividade.

  • Redução do absenteísmo: contribui para a diminuição das faltas ao trabalho, já que funcionários mais saudáveis faltam menos.

  • Contribui para a marca empregadora: a adoção de práticas de bem-estar pode melhorar a percepção pública da empresa. O que é  pode ser um diferencial importante na retenção de talentos e na atração de novos colaboradores.

Exemplos de grandes empresas que usam ginástica laboral como benefício

A ginástica laboral tem ganhado espaço como um benefício corporativo essencial, refletindo uma tendência global de empresas que buscam investir na saúde mental no trabalho.

Empresas em todo o mundo estão incorporando programas de ginástica laboral em suas rotinas, demonstrando compromisso com o bem-estar dos seus colaboradores.

Confira três exemplos a seguir:

  • Petrobras: a gigante do petróleo tem um longo histórico de preocupação com a saúde ocupacional e oferece programas regulares de ginástica laboral, visando prevenir lesões e promover a saúde dos seus funcionários.

  • Banco do Brasil: o  banco estatal é outro exemplo de empresa que adotou a ginástica laboral para melhorar o bem-estar dos seus empregados, oferecendo sessões regulares de exercícios durante o expediente.

  • Google: conhecida por seu ambiente de trabalho inovador e por oferecer diversos benefícios voltados para a saúde e o bem-estar dos seus funcionários, a big tech oferece espaços de trabalho que incluem acesso a academias e aulas de ginástica, incentivando um estilo de vida saudável.

A ginástica laboral tem se consolidado como parte dos benefícios flexíveis oferecidos pelas empresas. Este cenário mostra um aumento na oferta de opções como vale-academia, indicando uma tendência em direção a benefícios que promovam estilos de vida saudáveis e ativos.

Entenda mais em nosso ebook exclusivo como criar uma estratégia de benefícios na sua empresa.

Como implementar um projeto de ginástica laboral na empresa

A incorporação da ginástica laboral nos ambientes de trabalho está transformando a forma como as empresas e os funcionários percebem a saúde ocupacional. 

Além de proporcionar um intervalo para a prática de exercícios, esses programas ajudam a redefinir a cultura corporativa, promovendo uma atmosfera de trabalho mais dinâmica, saudável e produtiva.

Para iniciar um programa eficaz, porém, é crucial seguir alguns passos estratégicos, desde o planejamento inicial até a integração dessas atividades à  cultura empresarial.

Primeiros passos para iniciar um programa de ginástica laboral:

  • Comece com a avaliação das necessidades e a definição de objetivos do programa.

  • Selecione profissionais qualificados em educação física especializados em ginástica laboral.

Estratégias para engajar funcionários e gestão no programa

  • Utilize uma comunicação efetiva para divulgar o programa e seus benefícios.

  • Obtenha o apoio da liderança para incentivar a adesão dos funcionários.

  • Estabeleça canais para feedback e faça ajustes conforme necessário para atender às expectativas dos funcionários.

Estruture sessões eficazes de ginástica laboral

  • Incorpore uma variedade de atividades adaptadas ao ambiente e aos participantes.

  • Garanta a regularidade das sessões, programando-as em horários acessíveis a todos.

Dicas para integrar a ginástica laboral na cultura empresarial

  • Posicione a ginástica laboral como um benefício corporativo importante.

  • Integre o programa em eventos e campanhas de saúde mais amplos da empresa.

  • Implemente sistemas de reconhecimento para incentivar a participação regular dos funcionários.

Saiba como mapear os benefícios da sua empresa e aprimorar as suas estratégias. Baixe o infográfico agora mesmo.

Ginástica laboral e legislação trabalhista

No Brasil, a prática da ginástica laboral, embora não mencionada explicitamente na CLT, alinha-se com os princípios gerais de saúde e segurança no trabalho estabelecidos pela legislação e pelas Normas Regulamentadoras (NRs).

A NR 17 trata de ergonomia e a NR 7 regula os Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). Essas normas enfatizam a adaptação das condições de trabalho e a promoção da saúde dos trabalhadores.

São documentos  que suportam a implementação de programas de ginástica laboral como parte das estratégias de empresas para promover saúde ocupacional.

Perguntas e respostas sobre ginástica laboral nas empresas

Para finalizar,  respondemos às dúvidas frequentes sobre ginástica laboral nas empresas:

  • Quais são os melhores momentos do dia para realizar ginástica laboral? No início do expediente, em pausas ao longo do dia e no fim da jornada de trabalho.

  • Ginástica laboral requer equipamentos especiais? A maioria dos exercícios de ginástica laboral pode ser realizada sem equipamento.

  • Como convencer a alta gestão a investir em ginástica laboral? Destaque os benefícios, como aumento da produtividade, redução do absenteísmo e melhoria do bem-estar dos funcionários.

  • Qual a frequência ideal para a prática de ginástica laboral? Diariamente ou, no mínimo, três vezes por semana.

  • A ginástica laboral é adequada para todos os tipos de funcionários? Sim, os exercícios podem ser adaptados para atender a diferentes necessidades e condições físicas.

  • Existem contraindicações para a prática de ginástica laboral? Poucas, mas indivíduos com condições médicas específicas devem consultar um profissional de saúde.

A ginástica laboral é mais do que um benefício, é um investimento nas pessoas que fazem a empresa prosperar. Adotá-la mostra um compromisso real com a saúde e a felicidade dos funcionários, resultando em uma equipe mais saudável, feliz e produtiva.

Integrar a ginástica laboral em um pacote de benefícios, especialmente com soluções como o cartão multibenefícios da Flash, permite que as  empresas ofereçam  um programa eficaz e adaptado às necessidades de cada colaborador.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️