Deixe seu trabalho mais simples com a Flash

Fale com um especialista

O que é PLR e como implementar essa remuneração?

A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é uma estratégia de remuneração, utilizada como recompensa e retenção de talentos. Entenda melhor.

Flash

Diante de uma competição cada vez mais acirrada por bons talentos, a busca por formas eficazes de motivar e recompensar os colaboradores tem levado muitas empresas a adotar o modelo de Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Mas o que é PLR?

Trata-se de um modelo de remuneração variável que tem ganhado destaque nas práticas corporativas modernas. O programa de PLR é um benefício corporativo que não apenas reconhece o esforço coletivo dos colaboradores, mas também alinha os interesses individuais dos empregados com os objetivos coletivos da companhia.

O conceito de PLR, embora amplamente implementado, ainda suscita dúvidas e incertezas tanto para o RH quanto para os empregados. Como funciona? Qual a legislação aplicável? Quais são as vantagens reais para as partes envolvidas? Essas são apenas algumas das questões comuns sobre o tema.

Com esse artigo, vamos desvendar essas e diversas outras perguntas, explorando como a PLR pode transformar o ambiente de trabalho e contribuir para uma cultura de maior produtividade e engajamento.

Ao mergulhar no assunto, entenderemos não apenas a estrutura e os requisitos legais, mas também como ele pode servir como um instrumento estratégico para alinhar interesses e maximizar o desempenho organizacional. Acompanhe a leitura e aproveite para baixar nosso Manual de PLR.

O que é PLR (participação nos lucros e resultados)?

A Participação nos Lucros ou Resultados é uma forma de remuneração complementar utilizada pelas empresas para recompensar seus colaboradores baseando-se no sucesso coletivo alcançado.

Esse modelo reforça uma cultura organizacional voltada a resultados, com o foco em motivar os colaboradores a alcançar os objetivos dos funcionários e da empresa.

Regulamentada pela Lei nº 10.101, de 19 de dezembro de 2000, a PLR foi estabelecida como um mecanismo para promover a participação dos empregados nos lucros ou resultados da empresa. Porém esse valor não constitui um vínculo salarial adicional

A lei detalha que a distribuição dos lucros ou resultados deve ser negociada entre empregadores e empregados ou seus representantes sindicais, assegurando transparência e justiça no processo.

Destaca-se que a PLR é resultado de um acordo coletivo, e seus critérios de distribuição devem ser claros e objetivos, garantindo que todos os envolvidos compreendam como os bônus são calculados e distribuídos.

É importante destacar que a Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) possui tratamento tributário diferenciado no que se refere ao Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

Conforme a legislação vigente, os valores recebidos a título de PLR são isentos do IRPF até determinado limite, estabelecidos pela Receita Federal, e sujeitos a uma tabela de alíquotas exclusivas, que variam de acordo com o valor recebido, caso ultrapasse esse limite.

Isso significa que os participantes da PLR podem se beneficiar de uma carga tributária reduzida sobre esses valores, em comparação a outras formas de remuneração.

A empresa também tem obrigações específicas relacionadas à contribuição previdenciária, visto que valores pagos como PLR não são considerados para fins de cálculo de contribuições ao INSS.

Como ficou a PLR após a reforma trabalhista?

A reforma trabalhista reforçou a validade dos acordos coletivos para estabelecer os termos da PLR. Promoveu uma maior autonomia entre as partes (empregadores e empregados) para definir os critérios de distribuição dos lucros e resultados, mas não alterou a essência do conceito. Pelo contrário, facilitou sua implementação e flexibilizou as negociações, sempre respeitando o princípio da transparência e da justiça no compartilhamento dos lucros ou resultados de uma empresa.

Para te ajudar na compreensão e construção de uma PLR robusta, conheça nosso material exclusivo. Baixe gratuitamente o guia definitivo da PLR e tire todas as suas dúvidas sobre o tema.

Qual a diferença entre PLR e PPR?

Existem inúmeras estratégias de remuneração variável, sendo a PLR e a PPR as mais comuns. Apesar da terminologia similar, ambas não são a mesma coisa e apresentam diferenças significativas entre elas:

  • PLR (Participação nos Lucros e Resultados): ligada diretamente ao atingimento de metas/resultados do colaborador estabelecidos para a área/empresa. Ainda que não exista lucro direto, caso o objetivo tenha sido alcançado, o pagamento deve ser feito.

  • PPR (Programa de Participação nos Resultados): estratégia criada para recompensar os colaboradores com base na lucratividade. Pode ser alcançada de forma mais simples e o pagamento pode ou não ser realizado.

Em suma, no caso do PPR, mesmo que a empresa não obtenha resultados significativos, está obrigada a pagar os colaboradores, desde que os objetivos estabelecidos tenham sido atingidos e contribuíram para os resultados obtidos. Em contraste, o bônus PLR pode ser concedido a todos os funcionários, independentemente dos objetivos específicos.

Como funciona a participação nos lucros e resultados de uma empresa?

A PLR funciona como um importante mecanismo de recompensa e reconhecimento, contribuindo para a melhoria do ambiente de trabalho e para o aumento da produtividade e qualidade dos serviços ou produtos oferecidos pela empresa. 

Estabelecimento de critérios

  • Negociação coletiva: a definição dos critérios para distribuição da PLR deve ser feita por meio de uma negociação entre a empresa e seus empregados, que pode ser intermediada pelos sindicatos representativos da categoria.

  • Critérios claros e objetivos: os critérios para a distribuição dos lucros ou resultados devem ser claros e objetivos, estabelecidos em acordo ou convenção coletiva, para que todos os empregados entendam como podem se qualificar para receber a PLR e como será calculado o valor a ser distribuído.

Cálculo da PLR

  • Base de cálculo: a base de cálculo da PLR pode variar de acordo com o que for estabelecido no negócio. Pode ser baseada nos lucros líquidos da empresa, em metas de produtividade, qualidade ou rentabilidade, entre outros indicadores.

  • Frequência de pagamento: a periodicidade do pagamento da PLR também é definida no acordo. Embora muitas empresas optem por realizar o pagamento anualmente, há casos em que a PLR é paga semestralmente ou até mesmo trimestralmente.

Vantagens fiscais

  • Isenção de encargos para a empresa: os valores pagos aos empregados a título de PLR não são considerados base de cálculo para encargos trabalhistas e previdenciários.

  • Tributação favorável para o empregado: o valor recebido como PLR pelos empregados é isento de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) até um determinado limite estabelecido pela legislação.

Implementação e pagamento da PLR

A Lei 10.101 determina que é vedado o pagamento em mais de duas parcelas por ano. Além disso, os períodos devem respeitar o intervalo de três meses.  O pagamento da PLR pode variar e  ser realizado em acordo coletivo ou dividido em duas maneiras:

  • Individualmente ou por área: o benefício é concedido com base na performance de cada colaborador durante um determinado período. O mesmo acontece quando a bonificação é paga de acordo com o resultado de um setor.

  • Para toda a companhia: é determinada uma meta de lucros que devem ser obtidos pela empresa e, caso ela seja alcançada, os funcionários recebem um percentual igual de PLR. Ou seja, independentemente da produtividade e do desempenho dos colaboradores, todos receberão o mesmo valor.

Outra característica importante é que a PLR deve ser paga proporcional ao tempo de contribuição do funcionário. Ou seja, o colaborador recebe o valor da PLR de acordo com o tempo de casa, como funciona no caso do 13º, por exemplo.

Por que as empresas pagam PLR e qual é o potencial da participação nos lucros como benefício?

As empresas pagam a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) por vários motivos, todos ligados ao reconhecimento do esforço coletivo e ao alinhamento dos objetivos dos colaboradores com os da empresa.

O estudo realizado pelo National Bureau of Economics Research demonstra que empresas que adotam programas de PLR não apenas alcançam uma maior identificação e comprometimento por parte de seus colaboradores, mas também promovem um ambiente onde a busca por resultados excepcionais se torna um objetivo comum.

A PLR não é apenas uma forma de remuneração adicional, ela é uma ferramenta estratégica que traz benefícios significativos tanto para o crescimento empresarial quanto para o colaborador.

Vantagens para a empresa

  • Alinhamento de objetivos: a PLR alinha os interesses dos colaboradores aos objetivos da empresa. Quando os colaboradores sabem que parte de seus rendimentos depende diretamente dos resultados da empresa, eles tendem a se esforçar mais para atingir metas e objetivos estratégicos.

  • Aumento da produtividade: o potencial de receber uma parte dos lucros motiva os colaboradores a trabalharem de forma mais eficiente e produtiva. Isso não apenas melhora o desempenho individual, mas também o coletivo, contribuindo para o crescimento e a rentabilidade da empresa.

  • Retenção de talentos: oferecer PLR é uma estratégia eficaz para atrair e reter talentos. Sabendo que a empresa valoriza e recompensa o sucesso coletivo, os colaboradores de alto desempenho têm mais motivos para permanecer na organização, além de reduzir o turnover.

Benefícios para o colaborador

  • Remuneração variável atrativa: a PLR representa uma fonte de remuneração adicional que pode ser bastante significativa. Isso oferece aos colaboradores uma recompensa tangível pelos seus esforços e pelo seu contributo para o sucesso da empresa.

  • Sentimento de pertencimento: receber uma parte dos lucros faz com que os colaboradores se sintam mais integrados e valorizados pela empresa, fortalecendo o sentimento de pertencimento e a lealdade à organização.

  • Motivação e engajamento: saber que parte de sua remuneração depende do desempenho da empresa serve como um poderoso motivador, incentivando os colaboradores a se engajarem mais com seu trabalho e com os objetivos da empresa.

Impacto da PLR na cultura organizacional e produtividade

Pela promoção de uma cultura de colaboração, a PLR motiva os colaboradores a unirem esforços em prol de objetivos compartilhados, potencializando a cooperação entre os departamentos .

A transparência e objetividade na definição e distribuição dos lucros cultivam uma confiança sólida entre gestores e equipe, e é vital para um ambiente organizacional saudável.

Além disso, a possibilidade de recompensas financeiras adicionais incentiva um aumento significativo na produtividade dos colaboradores, que se veem mais engajados e satisfeitos ao constatarem o impacto de seus esforços no sucesso da empresa.

Assim, a PLR não somente eleva os resultados financeiros, mas também promove um ambiente de trabalho positivo e motivador, essencial para a retenção de talentos e o sucesso sustentável da organização.

Confira um passo a passo de como reter talentos nas empresas baixando gratuitamente nosso infográfico. Nele, você encontrará estratégias valiosas para agregar valor a sua empresa e motivar os seus colaboradores de diversas formas.

Quem pode receber PLR?

A Participação nos Lucros e Resultados é um benefício que pode ser oferecido a todos os empregados de uma empresa, independentemente de seu cargo ou nível hierárquico. Ela é concedida com base em critérios estabelecidos por um acordo ou convenção coletiva, entre a empresa e os representantes dos funcionários, garantindo uma distribuição transparente e equitativa do benefício.

Embora a PLR seja tipicamente destinada a colaboradores contratados sob o regime CLT, a inclusão de outros tipos de trabalhadores depende de acordos específicos. Portanto, serve como um incentivo alinhado aos objetivos da empresa, promovendo a integração e o engajamento de todos os colaboradores na busca por resultados coletivos.

Como calcular a participação nos lucros e resultados?

O cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) varia consideravelmente de empresa para empresa, refletindo a diversidade de setores e modelos de negócio, bem como os objetivos estratégicos específicos de cada organização.

Não existe uma fórmula única para calcular a PLR, mas sim métodos que podem ser adaptados conforme o acordo estabelecido entre a empresa e seus colaboradores.

Veja alguns exemplos:

Por lucro líquido

A PLR é calculada como uma porcentagem do lucro líquido da empresa. Este método distribui os lucros diretamente proporcionalmente entre os colaboradores, refletindo o sucesso financeiro geral da empresa.

  • Exemplo: Se uma empresa decide distribuir 5% de seu lucro líquido, que foi de R$ 2.000.000 no ano, o total da PLR seria de R$ 100.000. Esse valor é então dividido entre os colaboradores, seja igualmente ou com base em critérios específicos, como nível de cargo ou desempenho individual.

Metas de desempenho

O pagamento da PLR está vinculado ao alcance de metas específicas de desempenho organizacional ou individual, como aumento da lucratividade, produtividade ou satisfação do cliente.

  • Exemplo: Uma empresa estabelece que, para liberar a PLR, é necessário alcançar um aumento de 15% na lucratividade e um índice de satisfação do cliente acima de 90%. No fim do ano, a empresa supera ambas as metas. Decidindo pagar uma PLR equivalente a 2,5% do salário anual de cada colaborador, um funcionário com um salário anual de R$60.000 receberia uma PLR de R$1.500.

Por faturamento ou receita

A PLR é determinada como uma porcentagem do faturamento ou da receita total da empresa. Esse método permite que os colaboradores se beneficiem diretamente do crescimento das vendas ou receitas, independentemente do lucro líquido.

  • Exemplo: Uma empresa opta por distribuir 2% de seu faturamento total como PLR. Se o faturamento anual fosse de R$ 10.000.000, a PLR total seria de R$ 200.000. Esse montante pode ser distribuído igualmente entre os colaboradores ou com base em outros critérios, como posição ou tempo de serviço na empresa.

Por indicadores específicos (KPIs)

A PLR é baseada no alcance de Key Performance Indicators (KPIs) específicos, além de metas financeiras. Esses KPIs podem incluir métricas como eficiência operacional, qualidade do produto, inovação e satisfação do cliente.

  • Exemplo: Uma fábrica define KPIs específicos para a produção, incluindo redução no tempo de inatividade de máquinas em 20% e aumento na satisfação do cliente em 10%. Se esses KPIs forem alcançados, a PLR poderia ser um valor fixo de R$ 2.000 para cada colaborador, ou uma porcentagem do salário anual, dependendo do papel do colaborador na conquista desses indicadores.

10 passos para implementar um Programa de Participação nos Lucros e Resultados

Implementar um Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) eficaz é um processo estratégico que exige um planejamento cuidadoso e envolvimento ativo de várias partes da organização. Aqui estão os passos essenciais para a criação e implementação de um programa de PLR que seja justo, transparente e motivador para os colaboradores.

1. Defina objetivos claros

Comece identificando os objetivos que a empresa deseja alcançar com o programa de PLR. Estes podem incluir o aumento da produtividade, a melhoria da qualidade dos produtos ou serviços, o crescimento do faturamento, entre outros. Ter objetivos claros é fundamental para desenhar um programa que alinhe as expectativas da empresa com as dos colaboradores.

2. Estruture um comitê de PLR

Crie um comitê de PLR com representantes tanto da gestão quanto dos colaboradores. Esse comitê será responsável por negociar e definir os termos do programa, incluindo critérios de elegibilidade, métodos de cálculo e distribuição da PLR, e metas de desempenho.

3. Determine os critérios de elegibilidade e cálculo

Defina quem será elegível para a PLR e como o pagamento será calculado. Isso pode incluir todos os colaboradores ou apenas aqueles em determinados cargos, e o cálculo pode ser baseado em lucros líquidos, metas de desempenho, KPIs, entre outros.

4. Estabeleça metas e indicadores de desempenho

Identifique metas específicas e mensuráveis que, quando alcançadas, acionaram o pagamento da PLR. Essas metas devem ser desafiadoras, mas realistas, e claramente alinhadas aos objetivos estratégicos da empresa.

5. Desenvolva um plano de comunicação

Elabore um plano de comunicação para garantir que todos na organização entendam como o programa de PLR funciona, quais são as metas, como as recompensas serão calculadas e distribuídas, e qual é o papel de cada um no sucesso do programa.

6. Formalize o programa

Documente todos os aspectos do programa de PLR em um acordo escrito, que deve ser assinado por representantes da empresa e dos colaboradores. Esse documento servirá como referência para a administração do programa e ajudará a resolver quaisquer disputas que possam surgir.

7. Implemente o programa

Com tudo definido e acordado, implemente o programa de PLR. Isso incluirá a integração do programa nos sistemas de folha de pagamento da empresa e o treinamento de gestores e colaboradores sobre como as metas de desempenho afetarão o cálculo da PLR.

8. Monitore e avalie o programa

Monitore o progresso em direção às metas estabelecidas e avalie regularmente o impacto do programa no desempenho da empresa e na satisfação dos colaboradores. Isso pode incluir a coleta de feedback para fazer ajustes e melhorias no programa.

9. Realize ajustes conforme necessário

Com base no feedback e nos resultados do programa, faça os ajustes indispensáveis para garantir que o programa de PLR continue alinhado com os objetivos da empresa e as expectativas dos colaboradores.

10. Celebre e compartilhe o sucesso

Quando as metas forem atingidas e a PLR for distribuída, celebre o sucesso com toda a empresa. Compartilhar o sucesso não apenas reconhece o esforço de todos, mas também reforça a cultura de desempenho e colaboração.

Cartão multibenefícios com a Flash

Como você pôde observar, os benefícios corporativos são essenciais para engajar e manter seus colaboradores motivados. Um cartão multibenefícios é outra maneira altamente eficaz de encantar seus talentos e simplificar a gestão de pessoas em sua empresa.

Implementar um cartão de multibenefícios oferece diversas vantagens, incluindo a praticidade de consolidar premiações, bônus, benefícios obrigatórios por lei e vantagens flexíveis em um único cartão.

Descubra mais sobre o cartão multibenefícios da Flash e como ele pode agregar valor ao seu programa de benefícios corporativos.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️