Deixe seu trabalho mais simples com a Flash

Fale com um especialista

Diferenças entre lucratividade e rentabilidade e como calcular

Aprenda a diferenciar lucratividade e rentabilidade na empresa. Descubra como aplicar o cálculo corretamente.

Flash

Aprimorar a gestão financeira é indispensável e envolve a análise contínua dos principais KPIs financeiros. Neste artigo, focaremos em dois indicadores essenciais para garantir a estabilidade financeira do seu negócio: lucratividade e rentabilidade.



Frequentemente, gestores e analistas confundem esses termos, o que ressalta a importância de compreender as diferenças entre lucratividade e rentabilidade antes de proceder com seus cálculos.

Esses indicadores são fundamentais para o êxito financeiro de uma empresa, atuando não só como ferramentas para identificar áreas que necessitam de melhorias, mas também como suporte essencial para as tomadas de decisões estratégicas.

A falta de um monitoramento eficaz dessas métricas pode elevar os riscos de imprecisões, comprometendo a percepção acurada da realidade financeira da empresa. Erros nessa área podem resultar em consequências severas, inclusive a possibilidade de insolvência.

Continue acompanhando este artigo para aprofundar seu entendimento sobre lucratividade e rentabilidade, explorando suas definições e aprendendo a calculá-las eficientemente em seu empreendimento.

Qual a diferença entre rentabilidade e lucratividade?

A distinção entre rentabilidade e lucratividade é crucial para avaliar a saúde financeira e orientar as estratégicas de uma empresa.

Embora ambos os indicadores utilizem o lucro líquido como base para seus cálculos, eles têm propósitos distintos e fornecem insights diferentes sobre o desempenho financeiro.

Lucratividade, essencialmente, é a relação entre o lucro líquido e a receita total, evidenciando a eficiência com que uma empresa transforma seu faturamento em lucro real. Esse indicador é vital para avaliar se a receita gerada é suficiente para superar todos os custos e despesas, indicando o sucesso financeiro das operações.

Por outro lado, a rentabilidade foca na relação entre o lucro líquido e o total investido (como capital inicial, aquisição de insumos ou contratação de mão de obra), destacando a eficácia da empresa em gerar valor a partir dos recursos investidos.

Esse índice é fundamental para determinar o retorno sobre o investimento, ajudando a avaliar se os recursos financeiros da empresa estão sendo empregados de maneira lucrativa.

Compreender essas nuances é vital para a gestão financeira, pois permite uma análise aprofundada e informada sobre como otimizar tanto a lucratividade quanto a rentabilidade. Vamos explorar detalhadamente esses dois conceitos para entender suas particularidades e aplicações.

O que é lucratividade?

Lucratividade é um indicador financeiro essencial, também conhecido como Retorno sobre as Vendas (ROS), reflete a capacidade de uma empresa em transformar sua receita em lucro líquido.

Esse indicador vincula diretamente o lucro líquido à receita total, oferecendo uma clara visão do ganho líquido da organização.

A lucratividade revela até que ponto as receitas de uma empresa são suficientes para abranger todos os custos — tanto fixos quanto variáveis — e as despesas, ilustrando o lucro efetivo gerado.

Quando analisamos a renda proveniente das vendas de produtos ou serviços, é crucial reconhecer que o montante arrecadado não é integralmente retido pela empresa, considerando os gastos com tributos, mão de obra, produção, aquisição de insumos, infraestrutura, entre outros.

Assim, o lucro líquido representa o montante que realmente permanece no caixa da empresa depois de deduzidas todas as despesas, impostos, e demais custos.

Este índice é expresso em percentual, evidenciando a eficácia operacional da empresa em cobrir suas despesas e custos, mirando o lucro residual.

Para calcular a lucratividade, divide-se o lucro líquido pela receita bruta e multiplica-se o resultado por 100, obtendo assim a taxa percentual da lucratividade. Veja a fórmula a seguir:

  • Lucratividade = (lucro líquido / receita bruta) x 100

Considerando um exemplo onde uma empresa obteve um lucro líquido de R$40.000,00 e uma receita total de R$200.000,00, a lucratividade seria calculada como:

  • 40.000,00 / 200.000 x 100 = 20%

Uma lucratividade de 20% indica que, para cada real gerado em receita, R$0,20 representa o lucro líquido. Essa margem é um indicativo crucial do desempenho financeiro, apontando a eficiência da empresa em gerar lucro a partir de suas operações.

O que é rentabilidade?

A rentabilidade calcula o retorno gerado por um determinado investimento dentro da empresa. Esse índice estabelece uma relação direta entre o lucro líquido obtido e o montante investido na organização, seja para aquisição de insumos, contratação de mão de obra, ou qualquer outro tipo de investimento inicial.

Este indicador é fundamental para os gestores financeiros, pois oferece uma perspectiva clara sobre a eficácia de investimentos específicos, ajudando a determinar se um projeto, produto ou expansão de negócio justifica o capital empregado.

Para calcular a rentabilidade, divide-se o lucro líquido pelo investimento realizado e multiplica-se o resultado por 100, obtendo-se assim o percentual de rentabilidade. O cálculo é apresentado da seguinte forma:

  • Rentabilidade = (lucro líquido / investimento no negócio) x 100

Considere, por exemplo, uma empresa que investiu R$20.000,00 em uma campanha de marketing e, como resultado, alcançou um lucro líquido de R$60.000,00. O cálculo da rentabilidade será:

  • 60.000,00 / 20.000,00 x 100 = 300%

Isso indica que para cada real investido, a empresa obteve um retorno de três reais, refletindo a eficiência do investimento realizado.

A análise de rentabilidade é versátil e pode ser aplicada em variados contextos, como na avaliação da viabilidade de novos produtos, expansão de linhas de negócio, ou na aquisição de novos equipamentos.

Assim, ela se torna uma ferramenta essencial para o planejamento financeiro, permitindo uma avaliação precisa do potencial de retorno sobre o investimento, ajudando nas tomadas de decisão informadas e na estratégia de gestão financeira.

Baixe nosso manual de planejamento financeiro e aprenda as boas práticas para planejar as finanças da sua empresa. Confira o passo a passo ideal para definir metas financeiras.

Como a Flash transforma seu controle financeiro

Gerenciar as finanças e controlar os gastos da sua empresa pode ser uma tarefa simples e eficaz. É por esse motivo que inúmeras organizações já escolheram a Flash como sua aliada para aprimorar processos e elevar a eficiência da gestão financeira corporativa.

A nossa plataforma é a solução perfeita para diversos desafios financeiros, desde o reembolso de despesas de viagens corporativas até a administração de gastos com cartões corporativos, além de otimizar o seu fluxo de caixa.

Facilitamos o trabalho dos profissionais financeiros, tornando as operações diárias mais fluidas e menos complexas.

Integrando nosso aplicativo ao seu sistema ERP, você pode configurar alçadas de aprovação sob medida, emitir notas de débito com agilidade e acessar uma gama de funcionalidades pensadas para simplificar a gestão financeira da sua empresa.

Descubra como tornar a administração financeira da sua empresa descomplicada e eficiente, aproveitando tudo que a Flash tem a oferecer.

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️