Assine nossa newsletter

Quero assinar

9 métodos essenciais para identificar e calcular custos fixos

Descubra o conceito e exemplos de custos fixos indispensáveis em uma empresa. Aprenda a calcular os custos fixos e os benefícios da tecnologia na gestão.

Flash
A dinâmica entre custos fixos e variáveis é fundamental para a sustentabilidade financeira de uma empresa. Todos os custos, sejam eles relacionados à mão de obra, energia elétrica, matéria-prima ou outros, desempenham um papel crucial nas operações.

 

Por esse motivo é fundamental aprender como diferenciar os custos fixos, ligados diretamente à estrutura da empresa —  dos custos variáveis, que oscilam de acordo com a produção ou vendas.

Este artigo explora como o controle de despesas corporativas é uma ferramenta-chave para uma gestão financeira eficaz e estratégica. Acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o que são custos fixos e como calcular corretamente.

O que são custos fixos de uma empresa?

Os custos fixos são aqueles que permanecem constantes, independentemente do volume de produção ou vendas. Eles são essenciais para manter o funcionamento da empresa e não variam a curto prazo. 

Identificar os custos fixos é crucial para entender a base de despesas da empresa e gerenciar efetivamente o fluxo de caixa e os KPIs financeiros.

São consideradas despesas recorrentes que devem ser cobertas, independentemente do desempenho de vendas. Gerenciar esses custos efetivamente é crucial para garantir estabilidade financeira e manter um fluxo de caixa saudável. 

Além disso, entender todos os gastos fixos é fundamental para calcular métricas financeiras importantes e manter o registro de despesas preciso e estratégico.

9 exemplos comuns de custos fixos em uma empresa

Selecionamos os 9 mais relevantes para contextualizar quais são os custos fixos primordiais na contabilidade empresarial, confira:

1. Aluguel ou hipoteca

O custo do espaço físico da empresa, seja aluguel ou pagamento de uma hipoteca, é um exemplo clássico de custo fixo. Mesmo que a empresa não esteja produzindo ou vendendo, ainda precisará custear esses gastos.

2. Salários dos funcionários

Os salários dos funcionários permanentes, como funcionários administrativos ou equipe de suporte, são custos fixos. Independentemente do nível de atividade da empresa (industrial, comercial ou de prestação de serviços), o pagamento se mantém regular.

3. Seguros

O custo do seguro, seja de responsabilidade civil ou de propriedade, é geralmente fixo. As empresas pagam prêmios de seguro, sem levar em consideração as entregas de produção ou vendas.

4. Depreciação de equipamentos

A depreciação dos equipamentos utilizados pela empresa, como máquinas, veículos ou computadores, é um custo fixo. Mesmo que esses equipamentos não estejam sendo utilizados ativamente, eles ainda perdem valor ao longo do tempo e precisam de manutenção.

5. Despesas com utilidades

Custos como energia elétrica, água, gás e internet são geralmente considerados custos fixos. Embora o valor exato possa variar de mês para mês, essas despesas são recorrentes e previsíveis.

6. Custos administrativos

Despesas relacionadas à administração da empresa, como salários de funcionários administrativos, gastos de escritório e despesas legais, são exemplos de custos fixos.

7. Licenças e taxas

Custos associados a licenças comerciais, taxas de registro e outras taxas governamentais são considerados custos fixos. Eles são pagos, independentemente do desempenho da empresa.

8. Prestação de serviços

Honorários de serviços profissionais, como contabilidade e consultoria jurídica, podem ser custos fixos. Esses serviços geralmente são contratados com base em contratos ou taxas mensais.

9. Despesas de marketing e publicidade

Embora algumas despesas de marketing possam variar, como campanhas publicitárias, existem custos fixos associados a contratos de publicidade, taxas de agências ou equipe de marketing interna.

Estes são alguns dos exemplos mais relevantes de custos fixos que podem ser mapeados no orçamento empresarial. Eles representam as despesas recorrentes que são essenciais para manter a empresa funcionando.

Exemplos de custos variáveis

Para fins de comparação, listamos os principais gastos que podem ser considerados como custo variável em uma empresa.

  • Matéria-prima: o custo dos materiais necessários para fabricar um produto pode variar conforme a quantidade de produtos fabricados. Quanto mais produtos são produzidos, maior é o custo dos materiais consumidos.

  • Mão de obra temporária: se uma empresa precisa contratar trabalhadores temporários para lidar com picos de demanda, o custo da mão de obra temporária será variável, aumentando ou diminuindo conforme a necessidade. Geralmente ocorrem em datas sazonais, como Páscoa, Black Friday e Natal.

  • Comissões de vendas: em empresas que remuneram seus funcionários com comissões, o custo é variável e proporcional ao volume de vendas.

  • Frete e transporte: os custos de frete e transporte de produtos para clientes podem variar com base na quantidade de produtos enviados e na distância percorrida.

Como calcular os custos fixos corporativos em 5 passos

Para exemplificar o processo de cálculo dos custos fixos corporativos, elaboramos o passo a passo a seguir.

1. Identifique os custos fixos

Liste todos os gastos da empresa que permanecem constantes. Isso pode incluir despesas como aluguel, salários de funcionários registrados, seguros, depreciação de equipamentos, despesas de manutenção, serviços públicos, entre outros.

2. Reúna os dados financeiros

Para cada uma das despesas identificadas, reúna os dados financeiros relevantes. Isso pode envolver extratos bancários, recibos, contratos de locação, folhas de pagamento, entre outros documentos contábeis.

3. Some os custos fixos

Some todos os custos fixos identificados para obter o total dos custos fixos corporativos. Isso lhe dará uma visão clara do montante total que a empresa precisa gastar, seja para o volume de produção ou de vendas.

4. Analise os custos fixos

Depois de calcular o total dos custos fixos, é importante analisar esses gastos e identificar oportunidades de redução ou otimização. Isso pode incluir a revisão de contratos, negociação de tarifas de serviços públicos, entre outras estratégias de controle de custos.

5. Compare com receitas e desempenho

Compare os custos fixos com a receita da empresa e outros indicadores financeiros para entender sua relação com o desempenho geral do negócio. Isso ajuda a determinar o ponto de equilíbrio financeiro e a margem de contribuição, fornecendo percepções valiosas para a tomada de decisões estratégicas.

É importante lembrar que os custos fixos podem variar de empresa para empresa e ao longo do tempo. Portanto, é essencial revisar e atualizar regularmente esses cálculos para garantir que estejam alinhados com a realidade operacional e financeira da empresa.

Que tal automatizar o cálculo de custos fixos e variáveis em uma planilha editável e gratuita? Baixe agora mesmo nossa calculadora e otimize o financeiro da sua empresa.

Tenha a tecnologia da Flash como aliada para gerenciar os custos fixos da sua empresa

Contar com uma plataforma de gestão financeira automatizada, como a Flash, pode trazer diversas vantagens para o gerenciamento eficaz dos custos fixos. A começar pela capacidade de centralizar todas as despesas corporativas em um único sistema. Isso permite que os gestores tenham uma visão de todos os custos fixos e variáveis, facilitando a identificação de padrões, tendências e oportunidade para economia.

Além disso, a Flash oferece funcionalidades avançadas de automação, que ajudam a simplificar tarefas repetitivas e burocráticas relacionadas às despesas fixas e variáveis. Por exemplo, é possível configurar alertas para quando determinadas despesas atingirem um limite pré-estabelecido, facilitando o monitoramento e a tomada de decisões proativas.

A segurança e a conformidade são aspectos beneficiados pela tecnologia. A Flash possui recursos avançados para garantir que os dados financeiros estejam protegidos. Outra vantagem é a elaboração de relatórios automáticos, com informações precisas e padronizadas, facilitando a gestão de despesas.

Tudo isso em uma única plataforma possibilita a redução de fraudes, custos e erros humanos. Dessa forma, visibilidade e agilidade são os pontos altos da Flash na hora de melhorar a gestão dos custos fixos da sua empresa. Conheça essas e outras funcionalidades capazes de elevar a transparência e eficiência da sua gestão.

banner-despesas

ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

icon-form

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️