Como um setor financeiro funciona dentro da empresa? Áreas, atividades e mais

O setor financeiro é uma das principais áreas de uma organização. É ele que planeja as finanças e garante a longevidade da empresa. Leia e entenda.

Flash

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.

O setor financeiro de uma empresa é uma área crucial, desempenhando um papel essencial em sua longevidade e sucesso. Sem um departamento financeiro sólido, a organização caminha às cegas. Ou seja, é incapaz de projetar o futuro com a clareza e a segurança necessárias para um crescimento sustentável.

Esta área é fundamental para otimizar a produção, reduzir custos e aumentar a lucratividade, seja no planejamento orçamentário ou na definição de indicadores-chave de desempenho – os KPIs financeiros.

Muitas pessoas podem pensar que se tratam apenas dos profissionais responsáveis por gerenciar as entradas e saídas de recursos, mas vai muito além disso. É a responsabilidade sobre o patrimônio da empresa.

O setor é encarregado pela gestão financeira empresarial como um todo. São eles que controlam gastos, previnem diversos tipos de fraudes e buscam otimização. Assim, o departamento pode determinar o sucesso ou fracasso de uma instituição, e sua ausência pode a levar à falência.

Ao longo deste conteúdo, você vai conferir tudo o que você precisa saber sobre o setor financeiro de uma empresa, principais atividades, áreas, responsabilidades e mais. Acompanhe a leitura.

As principais atividades do setor financeiro dentro de uma empresa

A rotina deste departamento é dividida em inúmeras partes, é quase interminável. Os colaboradores precisam desempenhar muitas funções, os gestores financeiros precisam se desdobrar em diversas atividades e os CFOs acompanhar incontáveis métricas.

Mesmo assim, é possível separar as tarefas mais comuns, confira as 11 atribuições mais comuns do setor financeiro:

  1. planejamento financeiro;
  2. controle interno;
  3. gestão do fluxo de caixa;
  4. apuração da movimentação;
  5. auditorias internas;
  6. pagamento de fornecedores;
  7. disponibilização de verba;
  8. controle de estoque;
  9. reembolso de despesas;
  10. gestão de compras
  11. acompanhamento de indicadores.

Planejamento financeiro

Parte essencial de qualquer estratégia de negócios, o planejamento financeiro é fundamental para gerir o capital. Com ele, gestores e diretores entendem o quanto e onde podem ou devem investir, fazendo uma melhor gestão dos recursos financeiros.

No entanto, sem este documento guiando as decisões, uma empresa pode contrair mais dívidas do que consegue pagar. Além disso, pode gastar mais do que devia, se expondo a grandes riscos financeiros.

Controle interno

O controle interno e o financeiro são fundamentais para garantir que as contas a pagar e a receber sejam cabíveis e legítimas. Além disso, este processo garante que a visualização das despesas seja feita diariamente, promovendo o cumprimento doplanejamento e das políticas internas.

Gestão do fluxo de caixa

Sendo uma das atividades centrais do setor financeiro, a gestão do fluxo de caixa garante que os recursos organizacionais sejam acompanhados de perto. Com a visualização daquilo que entra e sai, os gestores conseguem se preparar para imprevistos e fazer análises mais realistas.

Apuração da movimentação

Trata-se da checagem das movimentações feitas para pagamentos, bem como as recebidas e feitas com cartão corporativo. Com estas atividades, os gestores conseguem perceber se há irregularidades ou descumprimento das regras da empresa.

Auditorias internas

Além do planejamento, controle interno e apuração de movimentações, o departamento financeiro também faz auditorias financeiras. Mesmo que as apurações não tenham acusado nada, faz parte da rotina financeira e da gestão de riscos.

Entre as auditorias financeiras importantes de uma instituição está a de reembolso de despesas. Quando um colaborador viaja a trabalho ou exerce suas funções em ambientes externos, seus gastos precisam ser restituídos, mas sem um processo bem definido isso pode ser um problema.

Muitas vezes, um gasto pode ser superfaturado ou ainda os recursos voluntariamente desperdiçados. Com isso, a organização apresenta um sangramento financeiro que pode não parecer problemático no início, mas, ao longo do tempo, é, sim.

No entanto, documentar e esboçar todos os processos para fazer uma auditoria de reembolsos eficiente é trabalhoso. O gestor gasta horas, senão dias concentrado nisso e, assim, deixa de focar em ações estratégicas.

Pensando nisso, criamos um Guia Completo de Auditoria de Reembolso Despesas. Baixe, ganhe tempo e comece a fazer suas auditorias.

Pagamento de fornecedores

Para gerir o fluxo de caixa e as despesas, o pagamento de fornecedores também é um ponto essencial da rotina. Além de garantir um bom relacionamento, evita atrasos nos pagamentos e, por consequência, possíveis juros.

O pagamento de fornecedores também é parte essencial do planejamento financeiro e garante que matéria-prima não falte, permitindo sempre a oferta de produtos e serviços de qualidade.

Disponibilização de verba

Seja com adiantamento de despesas, pelo fundo fixo de caixa ou para a contratação de novos serviços, ferramentas ou colaboradores, a disponibilização de verba também é parte fundamental da rotina.

Para realizar esta tarefa, o gestor financeiro estuda indicadores, faz a gestão de custos e consulta o planejamento orçamentário que construiu. Assim, toda tomada de decisão é feita com base em números, tornando-a mais segura.

Controle de estoque

Para as empresas que trabalham com produtos, o controle e gestão de estoque é essencial para garantir um setor financeiro saudável. Muitos produtos parados ou um estoque desocupado podem ser altamente custosos, tornando esta função imprescindível.

Para isso, os responsáveis financeiros podem usar o Custeio ABC, desenhar o fluxo de entrada e saída, definir datas e períodos para compras, entre outras práticas.

Reembolso de despesas

Organizações de todos os portes lidam com o reembolso de despesas, sendo uma tarefa essencial para garantir a satisfação dos colaboradores. Além disso, como os custos da atividade empresarial não podem ser repassados ao funcionário, trata-se do cumprimento da Lei, conforme aponta o Artigo 2 da CLT.

Apesar de uma política de reembolso ser essencial para nortear os processos de restituição, criar um não é fácil. O responsável precisa dedicar horas para isso e estudar o cenário macro e micro.

Dessa forma ele consegue criar as regras e diretrizes, mas também as exceções. O problema é o tempo dedicado para criar o documento. Além disso, as organizações que não contam com esse processo formalizado encontram dificuldades para começar a estruturá-lo.

Pensando nisso, preparamos um passo a passo da política de reembolso. Assim, os gestores conseguem criar as suas próprias diretrizes de forma rápida e prática. Baixe agora, ganhe tempo e otimize seus processos.

Gestão de compras

A gestão de compras é essencial para o setor financeiro, pois, além de garantir uma melhor gestão financeira, promove redução de custos. Ao definir períodos para comprar determinados insumos, o gestor consegue preços melhores ou mesmo descontos para compras em grandes quantidades.

Além disso, se aliado ao setor de compras, o profissional pode dar diretrizes para o processo. Com isso, o time é treinado em técnicas de negociação, enquanto sabe quais são os valores praticáveis e vantajosos para a empresa.

Acompanhamento de indicadores

A análise de indicadores é essencial para garantir uma boa gestão no curto, médio e longo prazo. É assim que a empresa é capaz de entender se seus investimentos trazem retorno ou se sua lucratividade e rentabilidadesão satisfatórias.

Ao checar indicadores como a margem de contribuição, por exemplo, os responsáveis pela área checam sua competitividade e precificam melhor seus produtos e serviços.

Além disso, os recursos disponíveis para investir em um crescimento seguro dependem de uma checagem cuidadosa de seu ativo circulante, sua margem bruta e líquida, entre muitos outros.

Então, mapear todos os indicadores pertinentes é apenas o primeiro passo para garantir boa saúde financeira. A partir dessa definição, é preciso fazer uma análise cautelosa e, só assim, tomar decisões conforme a realidade da companhia.

Pensando nisso, preparamos um guia completo com os 25 principais indicadores financeiros de uma empresa para te ajudar nesse mapeamento. Baixe, confira se sua organização já tem todos listados e acompanhe a leitura para entender mais sobre o setor.

Quais são as áreas do departamento financeiro?

Como todo setor dentro de uma empresa, o financeiro tem diferentes áreas com várias funções. Cada uma, essencial para o funcionamento da organização, e cada departamento financeiro pode contar com uma ampla variedade de profissionais de acordo com sua necessidade e modelo de negócio.

Confira a seguir as principais áreas do setor financeiro:

  • tesouraria;
  • contabilidade;
  • gestão fiscal;
  • planejamento;
  • demonstrações.

Tesouraria

A área de tesouraria é responsável, principalmente, por acompanhar o fluxo de caixa. Aqui, o profissional registra todas as entradas e saídas, observando, auditando e otimizando as movimentações financeiras da empresa.

Para isso, o profissional pode contar com planilhas manuais ou com softwares específicos que ajudem a visualizar estes processos.

Contabilidade

Sendo uma das principais funções, a contabilidade administra o patrimônio da instituição. É aqui que o gestor aponta os lucros ou prejuízos advindos das atividades e operações. Dessa forma, ele gere os ativos e passivos, procurando sempre pontos de melhora.

Logo, o responsável por esta área tem íntima relação com indicadores financeiros e análises para acompanhar a evolução destes valores.

Gestão fiscal

A gestão fiscal é uma das áreas que garante o compliance, sempre buscando formas de reduzir as cargas tributárias conforme a lei. Assim, além de reduzir custos com o pagamento de impostos, a gestão fiscal evita atrasos e multas em pagamentos.

Para isso, é possível criar ou consultar uma agenda tributária, além de fazer todos os cálculos necessários e observar pontos de melhoria, como mudar o regime tributário.

Planejamento

Seja no planejamento tributário, financeiro ou orçamentário, o gestor desempenha um papel fundamental ao definir limites e ações. São estes processos que ajudam a visualizar se um objetivo foi atingido ou não, bem como viabilizam a sua concretização.

Demonstrações

Os responsáveis pelas demonstrações são os profissionais encarregados de emitir o balanço patrimonial, DRE, entre outros documentos importantes. São estes os materiais que avaliarão o desempenho da corporação, bem como sinalizam ao mercado a sua saúde financeira e confiabilidade.

Quem trabalha no setor financeiro?

Os cargos deste departamento são variados, indo desde os mais simples até os mais complexos. Então,aqui encontram-se dos assistentes aos diretores. Confira abaixo os principais cargos da área:

  • auxiliar financeiro;
  • analista financeiro;
  • supervisor financeiro;
  • gerente financeiro;
  • diretor financeiro.

Auxiliar financeiro

Este profissional tem a responsabilidade de organizar os documentos, controlar os fluxos e acompanhar as transações financeiras, mas também pode dar suporte à equipe. Ou seja, trata-se de um cargo operacional, mas imprescindível para que a rotina corra bem.

Analista financeiro

O analista é o cargo que lida com números, ele deve acompanhar tudo o que é feito em relação às finanças e procurar otimizações. Seja por meio de análises de custos ou de indicadores financeiros, ou projeções, ele garante que os recursos sejam melhor empregados.

Supervisor financeiro

O supervisor fica encarregado de garantir que o trabalho do analista e auxiliar sigam bem. Além disso, a gestão de custos, orçamentária ou de compras ficam sob sua tutela. Mesmo assim, este profissional também faz análises.

Gerente financeiro

Este é o responsável por gerir as informações do fluxo de caixa, bem como todas as suas entradas e saídas. Ele também planeja e constrói os relatórios que serão enviados aos superiores. Além disso, procura sempre otimizações no setor em que trabalha.

Gestor financeiro

O gestor financeiro desempenha um papel fundamental, planejando ações, controlando recursos e criando relatórios. No entanto, diferente do gerente, este profissional é responsável por uma equipe.

Dessa forma, seja no que tange a evolução destes profissionais ou os resultados que eles atingem, ele procura os melhores caminhos. Além disso, este é o cargo com contato mais próximo com o alto escalão da empresa.

Diretor financeiro – ou CFO

O CFO é o cargo mais alto do setor financeiro, sendo o C-level da área. Ele é quem aprova, gere, checa e acompanha todas as ações do departamento. Ele, junto dos gestores, define políticas de gastos e outras diretrizes importantes para os objetivos organizacionais.

O melhor aproveitamento do setor financeiro através da Flash Expense

Imagem não encontrada

O setor financeiro depende de diversos processos para garantir uma boa gestão das finanças e despesas. No entanto, para fazer um planejamento ou controle eficientes, as informações pertinentes precisam estar disponíveis.

Além disso, sem os dados corretos, uma auditoria interna ou externa será mal-sucedida, podendo expor a empresa. Para isso, os responsáveis muitas vezes contam com inúmeras planilhas que, geralmente, estão espalhadas em diversos lugares.

Com isso, a checagem dos dados e o tempo de resposta é drasticamente diminuído, fazendo com que a empresa possa se lesar. Por isso, a Flash Expense oferece soluções em 3 planos diferentes que garantem a otimização da rotina financeira.

Baseadas em eficiência, controle e compliance, nossas soluções garantem a automatização de diversos processos, relatórios gerenciais automáticos e integração com ERPs.

Dessa forma, evita-se o desencontro de informações e o mesmo registro em mais de um sistema, diminuindo as chances de erros acontecerem.

Além disso, há o fortalecimento do compliance financeiro e otimização do tempo, permitindo que gestores se concentrem em gerar resultados.

Quer saber mais sobre como a Flash Expense pode ajudar a promover uma boa governança corporativa?

Entre em contato com um de nossos especialistas ou solicite uma demonstração.


ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️