Planejamento estratégico de RH: passo-a-passo e dicas infalíveis

Realize um planejamento estratégico de RH eficaz em 2024. Saiba como alinhar o talento humano com as estratégias organizacionais.

Flash

No dinâmico tabuleiro das organizações contemporâneas, o planejamento estratégico de RH surge como uma peça-chave para orquestrar a estruturação do pilar de toda organização: as pessoas. Mas, afinal, o que é e para que serve um planejamento estratégico no contexto dos Recursos Humanos?

A atuação do RH é vital para o crescimento saudável de qualquer negócio. Logo, um plano de ação para o RH deve ser capaz de alinhar talentos, aspirações e capacidades humanas com os objetivos de longo prazo da empresa.

Nas próximas linhas, vamos explorar a importância incontestável do planejamento estratégico de RH e como, quando bem executado, ele pode ser o grande diferencial que coloca as organizações na vanguarda de suas respectivas indústrias.

Continue a leitura.

O que é e para que serve um planejamento de RH?

Em um mundo corporativo em constante mudança, com ondas de transformações tecnológicas e desafios sociais, o planejamento estratégico de RH emerge como um farol para guiar as empresas.

A relevância deste planejamento ganha contornos ainda mais nítidos quando consideramos eventos recentes, como o debate sobre a volta ao trabalho presencial e os desafios trazidos por layoffs em diversos setores.

Por exemplo, na discussão sobre o trabalho presencial versus o trabalho remoto, o planejamento estratégico de RH envolve não apenas a logística de retorno aos escritórios. Mas também toda a gestão de pessoas, compreendendo as necessidades e as expectativas dos colaboradores, promovendo um ambiente de trabalho mais adaptável e resiliente.

Planejamento estratégico x plano de ação

Embora frequentemente usados de forma intercambiável, planejamento estratégico e plano de ação no RH são conceitos distintos, cada um com seu papel vital na engrenagem empresarial.

  • Plano estratégico de RH: é uma visão de longo prazo que contempla objetivos, missão, e como o RH pode alavancar o talento humano para alcançar esses objetivos.
  • Plano de ação: ligado ao executável e tático, detalha os passos específicos, cronogramas e recursos necessários para implementar a estratégia definida.

Enquanto o planejamento é o desenho do destino final, o plano de ação é o itinerário detalhado de como chegar lá. Juntos, eles formam um duo dinâmico, direcionando o RH e a empresa rumo ao sucesso sustentável e adaptativo.

Bases fundamentais de um planejamento de RH estratégico

Na hora de construir a estratégia de RH para o negócio, é preciso que se leve em conta que essa estrutura precisa contemplar os 3 pilares do setor: recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, remuneração e benefícios.

Veja como funciona a seguir.

1 - Recrutamento

O recrutamento é uma das peças centrais para o sucesso das empresas. Longe de ser apenas um processo de preencher vagas, é sobre encontrar as peças certas que se encaixam no quebra-cabeça da cultura e dos objetivos da empresa.

Trata-se de olhar além das competências técnicas e identificar candidatos que trazem diversidade, novas perspectivas e um alinhamento com os valores organizacionais. Em um cenário onde atrair e reter talentos se torna mais complexo a cada dia, o planejamento de RH é fundamental.

2 - Treinamentos e Desenvolvimento

Treinamento e desenvolvimento pessoal são os alicerces sobre os quais se constrói uma força de trabalho não apenas qualificada, mas também motivada e engajada.

Esta faceta do planejamento de RH é mais do que o aprimoramento de habilidades técnicas e comportamentais; é um investimento contínuo no potencial humano, estimulando o crescimento pessoal e profissional.

3. Remuneração e Benefícios

A estratégia de remuneração e benefícios vai além de cumprir a lei ou compensar os colaboradores por seu trabalho; é uma declaração de reconhecimento e apreciação. Uma abordagem bem planejada nesta área reflete a compreensão da empresa sobre as necessidades e expectativas de seus colaboradores.

Saiba como os benefícios flexíveis da Flash podem auxiliar a sua empresa nessa missão.

Quais as vantagens de realizar o planejamento estratégico de RH na empresa?

Ao implementar um planejamento estratégico de RH, as empresas desbloqueiam um leque de vantagens que podem transformar tanto a cultura organizacional quanto o desempenho no mercado.

Algumas destas vantagens incluem:

  • Atração e retenção de talentos: um plano estratégico eficiente em RH ajuda a empresa a se tornar um ímã para talentos de alta qualidade. Ao mesmo tempo, estratégias voltadas para a satisfação e o desenvolvimento dos colaboradores contribuem para a retenção desses talentos, reduzindo a rotatividade e construindo uma equipe forte e engajada.
  • Redução de custos: uma abordagem estratégica em RH pode identificar áreas onde os recursos estão sendo subutilizados ou desperdiçados, permitindo a redução de custos desnecessários.
  • Desenvolvimento de colaboradores: investir no desenvolvimento contínuo dos colaboradores não só aumenta a competência da equipe, mas também promove um ambiente de trabalho mais motivador e produtivo.
  • Melhoria do clima organizacional: um bom planejamento estratégico de RH pode melhorar significativamente o clima organizacional, promovendo um ambiente de trabalho positivo e colaborativo.

Qual a relação entre o planejamento estratégico de RH e o setor financeiro?

Além dos benefícios diretos, o planejamento estratégico de RH oferece vantagens significativas quando integrado ao plano financeiro da empresa.

Essa inclusão assegura que as estratégias de RH estejam alinhadas com os objetivos financeiros da organização, criando um ciclo virtuoso onde a gestão de talentos e os resultados financeiros se reforçam mutuamente.

Empresas que alinham seu planejamento de RH com suas metas fiscais tendem a experimentar melhorias na eficiência operacional, um aumento na lucratividade e mais sustentabilidade a longo prazo.

Como fazer um planejamento de RH em 6 etapas:

Para realizar um planejamento de RH estratégico, é fundamental fazer uma avaliação completa da estrutura organizacional. Afinal, a área de pessoas é a medula espinhal das empresas, se relacionando com todos os departamentos.

Separamos algumas etapas do planejamento de RH para te auxiliar.

1. Escolha o modelo de planejamento

Fazer algo pela primeira vez pode ser desafiador, especialmente quando se trata de uma iniciativa tão matricial quanto o planejamento para um RH estratégico. Por isso, é essencial escolher dentre os modelos de planejamento estratégico de RH aquele que mais se encaixa no contexto do negócio.

Dentre eles, diversos podem ser adaptados para atender as necessidades da área de talentos.

  1. Plano executivo estratégico;
  2. Planejamento estratégico de RH;
  3. Visão estratégica;
  4. Planejamento estratégico de uma página e diversos outros.

2. Avaliação de Ferramentas e Técnicas

Agora é o momento de escolher quais ferramentas e técnicas são mais adequadas, seja para fazer o diagnóstico, seja para como acompanhar os resultados. Métodos como a Análise SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) podem ser úteis neste momento.

Essas ferramentas ajudam a identificar não só os pontos internos a serem melhorados, mas também as oportunidades externas que podem ser aproveitadas - além de apontar as ameaças que devem ser mitigadas.

3.Diagnóstico organizacional completo

Para um planejamento estratégico de RH eficaz, se torna essencial realizar um diagnóstico completo da organização. Essa análise abrangente deve ir além dos números, englobando a cultura da empresa, o clima organizacional, as competências existentes e as lacunas de habilidades.

Como um médico que examina seu paciente antes de prescrever um tratamento, este diagnóstico serve para entender profundamente a saúde e as necessidades da empresa, preparando o terreno para intervenções estratégicas assertivas.

4.Definição de objetivos e resultados esperados

Com as ferramentas em mãos, o próximo passo é definir objetivos claros, prazos realistas e indicadores de RH que serão usados para medir o desempenho. Estes servirão como o 'mapa do tesouro' do RH, guiando e monitorando a jornada rumo aos objetivos estabelecidos, alguns exemplos de métricas são:

E para te guiar na identificação e construção desses indicadores, a Flash separou um material rico gratuito. Basta baixar a nossa planilha e começar a acompanhar imediatamente todos os dados de People Analytics, tornando seu RH mais estratégico e eficiente!

5.Determinação do orçamento disponível

Nenhuma viagem é possível sem o combustível adequado. Da mesma forma, determinar o orçamento disponível para o planejamento de RH é fundamental. Este passo envolve alinhar as expectativas financeiras com os objetivos estratégicos, garantindo que haja recursos suficientes para implementar as ações planejadas.

É essencial contemplar o planejamento financeiro junto ao estratégico do RH. Alguns custos são compartilhados entre o setor de recursos humanos e outros departamentos da empresa; outros gastos são exclusivos de cada área; e alguns deles são exclusivos do RH.

Por exemplo, orçamento de benefícios, ações de engajamento, treinamentos e bonificações, são custos que devem ser apontados e mapeados no plano de RH.

6.Priorização das ações de maior impacto

Por fim, priorizar as ações que terão maior impacto é essencial. Nem todas as iniciativas terão o mesmo peso ou urgência, portanto, é fundamental identificar quais ações trarão mais benefícios e alinhá-las com os objetivos maiores da empresa.

Essa priorização funciona como uma bússola, mantendo o foco nas metas mais críticas. Utilizar as métricas de satisfação, pesquisas de clima e entrevistas com colaboradores, são a melhor maneira de escolher quais são as melhorias que trazem maior impacto para a empresa e seus colaboradores.

Veja um exemplo fictício de planejamento de RH

A Luna é uma empresa de tecnologia de médio porte com foco em inovação. Com 200 funcionários, enfrenta desafios como alta rotatividade de talentos e uma cultura organizacional pouco definida.

Planejamento estratégico de RH

1. Diagnóstico e Análise SWOT

O RH da Empresa Luna começou com um diagnóstico abrangente, identificando pontos de melhoria e oportunidades. Uma análise SWOT revelou uma forte cultura de inovação (força), mas uma alta taxa de rotatividade (fraqueza), com oportunidades no mercado de tecnologia em expansão (oportunidade) e ameaças de concorrentes agressivos (ameaça).

2. Objetivos Estratégicos

Com base nessa análise, o RH estabeleceu objetivos estratégicos para o ano, incluindo reduzir a rotatividade em 25% e melhorar o engajamento dos funcionários.

3. Plano de Ação

O RH desenvolveu um plano de ação detalhado, que incluía:

  1. Programa de onboarding: para integrar melhor os novos funcionários à cultura da empresa e reduzir a rotatividade.
  2. Plano de desenvolvimento profissional: incluindo treinamentos e mentorias para estimular o crescimento pessoal e profissional.
  3. Revisão do pacote de benefícios: para incluir flexibilidade de horário e melhorias na saúde e bem-estar.

4. Implementação e monitoramento

O RH implementou essas ações, monitorando de perto os resultados através de indicadores como taxa de rotatividade, satisfação dos colaboradores e progresso nos treinamentos. Os resultados começaram a aparecer depois de um breve período.

Após um ano, a Luna notou uma redução significativa na rotatividade de funcionários e uma melhoria palpável no clima organizacional. A equipe estava mais motivada e a empresa começou a ser reconhecida no mercado como um ótimo lugar para trabalhar, atraindo talentos de alta performance.

Tendências e Inovações para Considerar no Planejamento do RH para 2024

À medida que nos aproximamos de 2024, o RH se encontra em um ponto de inflexão, onde tecnologia e inovação desempenham papéis cruciais na remodelação de estratégias e práticas. Especialmente com o fortalecimento do RH 4.0, ou RH estratégico.

Aqui estão algumas tendências emergentes que devem ser consideradas no planejamento do RH:

1. O impacto crescente da tecnologia

A tecnologia continua a ser um motor de mudança no RH, trazendo eficiência, insights mais profundos e novas formas de engajamento dos colaboradores. Ferramentas como sistemas de gestão de aprendizagem e plataformas de colaboração digital estão se tornando padrões na indústria, permitindo uma gestão de RH mais ágil e adaptativa.

2. People Analytics

Utilize dados para entender melhor os padrões de comportamento, motivação e desempenho dos colaboradores. Com o People Analytics é possível tomar decisões baseadas em evidências, antecipar tendências e adaptar estratégias de maneira proativa.

3. Employee experience

A experiência do colaborador está no centro das discussões sobre estratégia de RH. Em 2024, espera-se uma abordagem ainda mais personalizada e centrada nas pessoas. O bem-estar, o equilíbrio entre vida profissional e pessoal e a satisfação no trabalho são priorizados.

4. Benefícios flexíveis

Os benefícios flexíveis estão se tornando uma tendência incontornável. Reconhecendo que não existe uma abordagem única para todos, as empresas estão oferecendo pacotes de benefícios personalizáveis, permitindo que os colaboradores escolham o que melhor atende às suas necessidades individuais e às de suas famílias.

Por isso, é fundamental incluir a revisão de benefícios no planejamento estratégico de RH. É preciso buscar vantagens que melhorem a qualidade de vida e o bem-estar.

Veja como a Flash pode auxiliar a sua empresa a otimizar o planejamento de RH com o uso de benefícios flexíveis.


ENTRE EM CONTATO

Preencha o formulário e venha ser Flash

Agende uma demonstração e conheça o lado rosa da gestão de benefícios, pessoas e despesas.

Business

20 mil

empresas

Smile

1 milhão

usuários

Premium

5 bilhões

transicionados

Centralize sua gestão de benefícios, pessoas e despesas corporativas em um só lugar

Descubra nossas soluções

Não enviaremos Spam ✌️